Em estratégia agressiva, Ferrari e Red Bull decidem levar 11 jogos de pneus macios para GP de Mônaco

Os pneus mais macios produzidos pela Pirelli vão estrear na temporada 2019, justamente em Mônaco. E as equipes apostaram em peso no composto C5 de pneus: ninguém levou menos que nove jogos de macios, mas as duplas de Ferrari e Red Bull foram além e escolheram ir com 11 macios do total de 13 jogos de pneus

O composto de pneu C5, mais macio de todo o espelho disponibilizado pela Pirelli, vai fazer sua estreia na temporada 2019 do Mundial de Fórmula 1. E em peso. As equipes fugiram ao que tem sido regra e pesaram a mão na seleção dos pneus mais macios possíveis para o GP de Mônaco, marcado para o fim de semana do dia 26 de maio. 

 
Além dos C5, a Pirelli também abriu para escolha os pneus C3, que serão os duros da etapa, e os C4, que vão ser os médios pela primeira vez no ano. Ninguém escolheu menos que nove jogos de pneus macios dentre os 13 jogos disponíveis.
As escolhas de pneus para o GP de Mônao (Foto: Reprodução)

Quem mais pesou as mãos nos pneus macios foram as duplas de Ferrari">Ferrari e Red Bull, com 11 – ao passo que preferiram ir com apenas um jogo de duros e médios. As duplas de Racing Point e Williams">Williams vão com nove jogos de macios – Sergio Pérez e Lance Stroll vão com dois jogos de duros e dois de médios, enquanto George Russell e Robert Kubica preferiram um jogo apenas de duros e três de médios.

 
Apenas a Williams vai levar três jogos de médios, enquanto os dois das Racing Point se juntam a Daniel Ricciardo e Kevin Magnussen como os únicos quatro pilotos que escolheram carregar dois jogos de pneus duros. 
 
A decisão mais popular foi levar dez jogos de menos macios, um de duros e dois de médios – foi o que metade dos pilotos resolveu fazer, inclusive a dupla da Mercedes que disputa a liderança do campeonato. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar