Em mensagem via rádio na China, engenheiro da Mercedes se engana e incentiva Nico em vez de Valtteri

A Mercedes ainda sente falta de Nico Rosberg. A ponto de, durante uma conversa durante o último GP da China, o engenheiro de Valtteri Bottas se confundir e ter trocado seu nome pelo do alemão

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Nico Rosberg fez parte da Mercedes desde quando a equipe voltou ao grid do Mundial de F1 em 2010. Foram sete temporadas do piloto alemão na escuderia de Brackley, ciclo que foi encerrado abruptamente cinco dias depois da conquista do título mundial no ano passado. Mas Nico ainda deixa saudades na equipe, que chamou pelo seu nome no último GP da China, no domingo (9).

 
Na volta 47 da corrida, quando Valtteri Bottas, sucessor do atual campeão do mundo na Mercedes, tentava se recuperar de um erro cometido no início da prova e ocupava a sexta colocação, seu engenheiro lhe chamou pelo rádio, mas cometeu uma gafe: “Nós ainda temos potencial para o quarto lugar (P4) aqui, Nico… Valtteri, então continue acelerando”, declarou.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

 

'O MEU NOME É DEJAIR, FACINHO DE CONFUNDIR, COM JOÃO DO CAMINHÃO….' #F1noGP #F1 #F12017

Uma publicação compartilhada por Grande Prêmio (@grandepremio) em

Abr 11, 2017 às 4:38 PDT

 
A fala foi divulgada pela própria F1 pouco depois da corrida. Entende-se que seja do engenheiro de corridas de Valtteri Bottas, Tony Ross, que foi o engenheiro de Rosberg na sua campanha pelo título mundial no ano passado. Ross também chegou a trabalhar com Juan Pablo Montoya na Williams.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O incentivo do engenheiro não ajudou muito Bottas, que acabou mesmo a corrida em Xangai na sexta posição. Seu antecessor, Rosberg, venceu o GP da China no ano passado, pavimentando mais um pouco do seu caminho rumo ao título.

 
O episódio na China lembrou um pouco o que aconteceu no GP da Malásia de 2013. Em seu primeiro ano na Mercedes, Lewis Hamilton fazia apenas sua segunda corrida pela equipe nova depois de trilhar toda sua carreira na McLaren, por onde correu desde 2007.

Quando entrou nos boxes para fazer um pit-stop, Lewis parou na equipe antiga, até entender que tinha de estacionar nos boxes da Mercedes.

 
PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube