Emocionada com homenagens a Bianchi, Manor Marussia diz que pausa da F1 será benéfica para assimilar morte

Diretor-esportivo da Manor Marussia, Graeme Lowdon afirmou que as férias da F1 chegaram no momento perfeito para que o time possa lidar com a morte de Jules Bianchi. Dirigente destacou que foi um fim de semana muito emotivo em Hungaroring

Diretor-esportivo da Manor Marussia, Graeme Lowdon acredita que as férias de F1 chegaram no momento ideal para que o time possa lidar com a morte de Jules Bianchi. O piloto francês faleceu no último dia 17 em decorrência das fortes lesões sofridas no GP do Japão do ano passado.
 
No último fim de semana, pouco antes da largada para o GP da Hungria, os pilotos fizeram um tributo a Jules, formando um circuito junto com a família Bianchi na frente do grid para respeitar um minuto de silêncio.
Família Bianchi também esteve em Hungaroring (Foto: AP)
Falando à publicação inglesa ‘Autosport’, Lowdon reconheceu que foi um fim de semana difícil em Hungaroring e afirmou que a equipe tentou focar nos bons momentos vividos por Bianchi.
 
“Foi um fim de semana tão difícil”, contou Lowdon. “Foi um momento difícil para pensar. É muito fácil focar no que todo mundo perdeu, então o que nós realmente tentamos fazer foi apenas lembrar de todos os momentos fantásticos que tivemos com Jules”, seguiu.
 
“Sempre foi um prazer ir para as corridas com ele. Ele tinha aquele brilho no olho e você sabia que quando ele entrava no carro, ele iria lutar muito, muito duro”, comentou. “O fechamento da fábrica veio em boa hora para dar a todo mundo tempo para ficar com a família e um pouco de tempo para refletir e lembrar dos bons momentos, porque foi um fim de semana muito, muito difícil”, ressaltou.
 
 Além disso, Lowdon acredita que a vitória da Ferrari na Hungria também foi positiva para retribuir o apoio que Bianchi sempre teve da escuderia de Maranello.
 
“O trabalho duro está em cada um dos times”, disse. “Mas Jules foi enormemente ajudado pela Ferrari, pela Academia de Pilotos da Ferrari, e nós ficamos tão encantados quanto todo mundo quando ele testou o carro da Ferrari”, contou.
 
“Foi um dia muito emotivo para todos, mas ver a Ferrari conquistar a vitória foi bom pelas muitas pessoas que ajudaram na carreira de Jules”, completou.
 
Chefe da Manor, John Booth também comemorou a presença dos pais e irmãos de Jules na Hungria. A família do piloto foi levada a Hungaroring por Bernie Ecclestone.
 
“Foi um dia muito difícil, no fim de uma semana muito difícil para o nosso time e para toda a comunidade da F1”, avaliou Booth. “A preparação do fim de semana foi muito emotiva e eu estou muito orgulhoso do time pela tremenda força e coragem de cada um deles”, continuou.
 
“Foi, ao mesmo tempo, difícil e reconfortante para eles verem a família de Jules na pista. Difícil porque eles também são uma parte deste time e nós compartilhamos muitas ocasiões felizes juntos”, indicou. “E confortante porque, se eles conseguiram encontrar a força para lidar com a incrível demonstração de amor e carinho por Jules, nós certamente também poderíamos”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube