Empolgada com ascensão à quinta força da F1, Force India estreia ‘carro B’ em casa na Inglaterra com Red Bull na mira

Mesmo com um modelo defasado em relação aos seus oponentes no pelotão intermediário, a Force India tira proveito da sua consistente dupla de pilotos e da potência do motor Mercedes, para evoluir a cada prova. A próxima meta é ainda mais ousada: lutar pelo quarto lugar com a Red Bull. Para isso, traz como arma para Silverstone a especificação B do VJM08

O GP da Inglaterra, nona etapa da temporada 2015 do Mundial de F1, é muito especial para a Force India, que literalmente vai correr no seu quintal. Afinal, Silverstone é a casa do time anglo-indiano chefiado por Vijay Mallya, que sorri de orelha a orelha com a evolução nítida alcançada desde a abertura do Mundial, no GP da Austrália.

De Melbourne até Spielberg, o crescimento saltou aos olhos: com um desempenho sofrível nas primeiras corridas do ano, Nico Hülkenberg e Sergio Pérez tiveram de lidar com um carro bem defasado. Mas nas últimas provas da temporada, a dupla emendou ótimos desempenhos e, com a providencial ajuda do forte motor Mercedes nos rápidos circuitos Gilles Villeneuve e Red Bull Ring, alcançou uma consistente soma de pontos e subiu para uma outrora improvável quinta colocação no Mundial de Construtores. Agora a meta da escuderia é ainda mais ambiciosa: lutar com a tetracampeã Red Bull pelo quarto lugar.

Em boa forma, a Force India busca agora o ousado objetivo de bater a Red Bull (Foto: Force India)

Os problemas financeiros enfrentados pela Force India atrasaram muito o desenvolvimento do VJM08, que só foi à pista no último teste de pré-temporada, em Barcelona. Prejudicado, o time levou à Espanha uma versão carente de evoluções e, com pouco tempo para acumular boa quilometragem, rumou para a primeira fase da temporada, entre Austrália e Ásia. O saldo, apesar do desempenho bem irregular, até que foi bem razoável, com 11 pontos nas quatro primeiras corridas do ano.

Depois de zerar em Barcelona, a Force India emendou uma boa sequência nos GPs de Mônaco, Canadá e Áustria, totalizando 20 pontos. A melhor performance do time foi justamente em Spielberg, onde acumulou dez tentos, sendo oito com Hülkenberg, muito motivado depois da grande vitória nas 24 Horas de Le Mans uma semana antes.

E a dupla de pilotos do time anglo-indiano é uma das grandes fases para o crescimento nas últimas provas. ‘Checo’ Pérez alcançou sua melhor performance em Mônaco, onde sempre andou entre os dez primeiros colocados. O circuito, que privilegia a técnica e o talento em detrimento da potência do motor, foi muito favorável ao mexicano, que alcançou o sétimo lugar. O jovem de Guadalajara voltou a pontuar na Áustria, onde foi oitavo. A performance de Pérez e de Hülkenberg tem sido alvo de elogios por parte da cúpula da Force India.

Defasagem: Nico Hülkenberg guiou o carro de 2014 nos testes em Barcelona (Foto: Force India)

Definitivamente, o pacote da equipe é bem razoável: uma competente dupla de pilotos, um carro equilibrado e o motor mais forte da F1. Na visão de Bob Fernley, chefe do time de Silverstone, o foco agora é lutar contra a Red Bull para ficar entre as quatro melhores equipes da temporada. “O quarto lugar é a próxima meta”, garantiu o engenheiro em entrevista ao site da revista britânica ‘Autosport.

A quarta colocada Red Bull ainda tem uma vantagem bem razoável em relação à Force India: são 55 pontos, contra 31 do time de Vijay Mallya. Mas a fase é toda dos indianos, que, no entanto, marcaram 14 pontos nas últimas duas corridas, enquanto os taurinos fizeram apenas três em pistas de média-alta velocidade, como é Silverstone neste fim de semana. Por isso, a esperança é que a especificação B do VJM08 seja de fato competitiva, já que o motor Mercedes deve ajudar mais uma vez.

“Claro, temos de ser realistas, então vamos esperar até Silverstone, mas ele puder entregar o nível de performance que a gente acha que vai, então estamos esperançosos”, declarou Fernley, que não escondeu a empolgação pelo momento de ascensão do time. “Estou muito orgulhoso pela equipe, eles têm feito um trabalho incrível. Estamos no fim de um programa de seis meses desde que começamos a reconstrução aerodinâmica com a nova filosofia e nos mudamos para um novo túnel de vento ao mesmo tempo.”

Nico Hülkenberg e Sergio Pérez, a forte dupla da Force India (Foto: Force India)

O dirigente, considerando todo o pacote no começo da temporada e também os problemas enfrentados desde o início do ano, se mostrou muito feliz com o que foi alcançado até então. “Estar em quinto no campeonato depois de oito corridas é um grande êxito de toda a equipe”, declarou Fernley ao ‘Motorsport.com’.

“É preciso dar o crédito à equipe em todos os âmbitos: ao time de corridas e a todos os que estão na fábrica. É preciso confiabilidade, e conseguimos isso. É necessário ter boas estratégias, e isso é algo que a Force India sempre conseguiu. E você precisa de dois bons pilotos. Temos tudo isso e é o que temos feito”, afirmou. “Esperamos que a versão B nos permita ficar em uma posição na qual nós gostaríamos de estar”, falou.

Levando em conta as dificuldades da Red Bull, sobretudo com a falta de confiabilidade do motor Renault, a Force India tem uma boa chance de ao menos se aproximar do time de Milton Keynes neste fim de semana. Obviamente, não se deve jamais subestimar uma equipe tão vitoriosa. Mas o momento aponta para um novo bom desempenho de Pérez e Hülkenberg em 2015 e permite sonhar. E nada melhor do que iniciar a realização deste sonho dentro de casa.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube