Estratégia para largar com pneus do Q2? FIA planeja retirar regra em 2020

Segundo o regulamento atual, os dez pilotos que passam para o Q3 têm de largar com os pneus com os quais fizeram as voltas mais rápidas no Q2. Mas a FIA planeja remover tal regra para 2020. Entretanto, é preciso que todas as equipes aprovem a mudança antes de 30 de abril do ano que vem

Em busca de mudanças para tornar a F1 mais competitiva no futuro, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) planeja retirar uma regra que vigora há alguns anos nos treinos classificatórios do Mundial. Atualmente, os dez pilotos que passam para o Q3 têm de largar com os pneus com os quais fazem a volta mais rápida no segmento anterior, o Q2. Entretanto, a entidade tem como objetivo derrubar tal regulamento a partir do ano que vem.
 
O entendimento da FIA é que as três principais equipes do grid — Mercedes, Ferrari e Red Bull — são beneficiadas com o atual regulamento e podem lançar mão, em determinadas corridas, de estratégias distintas ao largar com pneus mais lentos, como os médios, tirando proveito da situação ao longo das corridas.
 
Contudo, a regra só pode ser alterada com a anuência das dez equipes do grid. O prazo para que as mudanças sejam votadas é 30 de abril do ano que vem, de modo que é preciso da unanimidade para que o novo regulamento possa valer para 2020. De acordo com o site norte-americano ‘Motorsport.com’, há pelo menos uma equipe — cujo nome não foi mencionado — que se mostra contrária à proposta.
A FIA não quer que os pilotos do top-10 larguem com os pneus de melhor volta no Q2 já em 2020 (Foto: Beto Issa)
 
A ideia do grupo responsável por comandar a F1 é nomear 30 representantes — dez do Liberty, dez da FIA e os dez chefes de equipes —, que vão decidir os rumos do esporte por meio de maiorias: pequena maioria, com a necessidade de 25 votos para aprovação de determinada regra, e 28 votos para formar a grande maioria, a depender da dimensão da mudança.
 
Outra regra que a FIA pretende mudar para o ano que vem diz respeito sobre os treinos de largada ao longo dos treinos livres nos finais de semana de F1. Atualmente, os pilotos fazem as simulações de largada habitualmente na saída do pit-lane. 
 
Contudo, a entidade não quer mais que seja assim em 2020. A ideia é que os pilotos possam fazer os treinos de largada apenas do ponto de partida no grid nos treinos livres 1 e 3, em cenário parecido com o que acontece no fim de semana do GP de Mônaco, quando os testes de largada não são permitidos da saída do pit-lane. 
 
O treino classificatório do GP do México de F1 começa logo mais, às 15h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.

Paddockast #39
O MELHOR SEM TÍTULO DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar