Ex-diretor da Mercedes diz que negociou para ter Schumacher na McLaren em 1998

E se Michael Schumacher desistisse da Ferrari antes de empilhar títulos nos anos 2000? Norbert Haug, homem forte na Mercedes e na McLaren, tentou recrutar o alemão em 1998

Lucas Di Grassi passou pelos boxes durante o safety-car para ganhar posições (Vídeo: Fórmula E)

E se houvesse uma realidade paralela em que Michael Schumacher desiste da Ferrari no fim da década de 1990 para assinar com a McLaren? Pois não faltou tanto assim para isso acontecer na vida real: de acordo com Norbert Haug, ex-diretor de automobilismo da Mercedes, o piloto alemão conversou com a equipe britânica a respeito de uma possível transferência.

Haug conhecia a McLaren por dentro. Afinal, a Mercedes fornecia motores à equipe britânica, além de investir financeiramente. As negociações aconteceram durante 1998 visando o futuro próximo, mas acabaram não avançando.

“Um dia eu falei brincando que deveríamos competir juntos”, disse Haug, entrevistado no podcast Beyond the Grid. “Tivemos negociações secretas em 1998, mas nunca chegamos a lugar nenhum. Teoricamente até poderia acontecer, mas nunca avançamos com isso. Não era algo impossível porque estávamos muito bem em 1998 com o carro desenhado pelo Adrian Newey, e isso era um atrativo para qualquer piloto”, seguiu.

Norbert Haug contou segredos dos dias de McLaren-Mercedes (Foto: Mercedes)

Haug também era um atrativo. Amigo próximo de Schumacher, o dirigente ajudaria na adaptação em caso de transferência para a McLaren.

“Eu conhecia o Michael [Schumacher] desde a época em que ele era piloto de F3 e eu era jornalista, e ele chegou na Mercedes antes de mim. Ele passou pela Jordan e depois pela Benetton, virando campeão do mundo. Depois foi para a Ferrari, onde demorou cinco anos até ser campeão em 2000. Éramos adversários ferozes, mas nossa relação sempre foi boa”, destacou.

Na época, Mika Häkkinen era a estrela da McLaren. O finlandês foi campeão em 1998 e 1999, aproveitando um carro que aparentava ser o melhor do grid. Haug não deixou claro quem seria substituído em caso de contrato com Schumacher, sendo que David Coulthard também era valorizado em Woking, por lá permanecendo até 2004.

Apostando na Ferrari, Schumacher fez história. O alemão conquistou cinco títulos seguidos entre 2000 e 2004, tornando-se o primeiro heptacampeão da F1. Haug finalmente teria a oportunidade de trabalhar com a lenda em 2010, quando a Mercedes passou a ter equipe própria.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar