Ex-piloto da Ferrari, Irvine vê Vettel frustrado por seca de títulos e critica “comportamento estúpido” em 2017

Eddie Irvine entende que Sebastian Vettel escancarou sua frustração com a falta de títulos na Ferrari da pior forma. O ex-piloto irlandês disse que o tetracampeão teve vida fácil nos tempos de Red Bull, mas agora, na luta contra a Mercedes e Lewis Hamilton, precisa se esforçar muito mais

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sebastian Vettel passou a defender a Ferrari a partir de 2015. Desde então, foi apenas nesta temporada em que o tetracampeão se mostrou como um candidato real ao título, tendo uma grande performance na primeira metade do campeonato, mas sucumbindo em razão de uma série de azares na fase asiática. A taça do mundo em 2017 ficou com Lewis Hamilton, e a frustração ficou toda para Vettel. É a opinião do ex-piloto da Ferrari, Eddie Irvine.

 
O irlandês não se furtou a criticar Vettel pela sua postura ao longo da temporada, embora tenha reconhecido que a Ferrari não foi páreo para a Mercedes em 2017. O alemão foi o pivô da maior polêmica do ano: a ‘briga de trânsito’ durante o GP do Azerbaijão ao bater na traseira do carro de Hamilton durante o período de safety-car.
 
“É óbvio que ele teve menos carro. Não sei se foi o melhor piloto. Sebastian decepcionou a si mesmo com seu comportamento dentro e fora do carro. Se comportou como um estúpido”, disparou Irvine em entrevista ao site alemão ‘Motorsport-Total.com’.
Irvine detonou Vettel pelo seu comportamento ao longo de 2017 (Foto: Rodrigo Berton/Grande PrêmIo)
Na visão de Irvine, Vettel tem de encarar na Ferrari um cenário muito distinto dos tempos de Red Bull. Entre 2010 e 2013, Seb foi soberano e conquistou quatro títulos mundiais. Agora, na Ferrari, a situação é mais difícil com a natural pressão de defender a equipe mais tradicional da F1 e também diante da supremacia da Mercedes.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“É frustrante para ele. Ele conquistou quatro títulos muito fáceis com a Red Bull, onde teve de longe o melhor carro e só tinha de bater Mark Webber. Ganhar esses títulos foi fácil. Agora está tendo de se esforçar”, ironizou.

 
“Lewis tem um carro melhor e não precisa trabalhar tão duro. Deve ser difícil para Sebastian ver como o título escapou”, encerrou o ex-piloto de Jordan, Ferrari e Jaguar, hoje com 52 anos.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube