F1 cogita adicionar painel eletrônico na parte externa do Halo para propagandas de parceiros e maximização do dispositivo

Como o Halo não é um dispositivo que agrada a todo mundo dentro da F1, a categoria tem procurado maneiras de deixá-lo mais interessante. E agora cogita instalar um painel eletrônico em sua parte externa, para que parceiros possam aproveitar o novo espaço nos carros

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O Halo chega em 2018 à F1 cercado de polêmicas. Ele não agrada à maioria dos envolvidos com a categoria – tirando, claro, os responsáveis pela parte de segurança -, com pilotos como Lewis Hamilton citando como o dispositivo "é feio". Assim, a F1 segue buscando soluções para que o Halo se torne mais atrativo.

Nesta quarta-feira, o 'Motorsport' divulgou que a categoria, agora, pensa em adicionar um painel eletrônico na parte frontal do dispositivo, para que os parceiros comerciais das equipes e da F1 possam aproveitar um novo espaço comercial.

Zak Brown, diretor-executivo da McLaren, afirmou que essa ideia busca maximizar o espaço criado pela introdução do Halo. "Acho que será como um relógio, com algo como uma mensagem", disse.

Lewis Hamilton testou o Halo em Cingapura (Foto: Reprodução/Twitter)

Esse painel se encaixa nas regras para a utilização do Halo: ele não pode ser pintado por dentro, por exemplo, para que os pilotos não se distraiam. "Ele vai se desenvolver com o tempo, o Halo será diferente daqui cinco anos", opinou Brown. "Espero que ele seja uma parte mais inegrada ao carro, hoje ele parece apenas algo adicionado de qualquer jeito", seguiu.

"Ele prejudica o piloto, mas cria uma nova possibilidade comercial. Então não é uma vitória, mas não é uma derrota", completou o dirigente.

Não há data prevista para que o dispositivo seja de fato produzido ou testado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube