Ferrari contém euforia para Jedá, mas reitera: briga por título é “meta da temporada”

A Ferrari saiu do Bahrein sonhando alto com as possibilidades na temporada 2022. Ainda que atenta a possíveis mudanças, quer estar na briga

FERRARI ESTÁ DE VOLTA E NOVAS REGRAS EMBARALHAM FÓRMULA 1 2022 | Paddock GP #279

Depois de toda a expectativa que o rendimento da Ferrari criou ao longo dos testes coletivos de pré-temporada, a atuação da equipe italiana no GP do Bahrein colocou um carimbo vermelho entre as candidatas ao título mundial de Fórmula 1 em 2022. Apesar de ainda tentar conter a euforia e manter a pressão sob controle, o chefe Mattia Binotto voltou a afirmar: brigar pelo título é objetivo, sim, para o campeonato.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A Ferrari conseguiu a pontuação máxima na corrida de Sakhir. Além da vitória de Charles Leclerc e do segundo lugar para Carlos Sainz ainda somou mais um ponto da volta mais rápida, também do vencedor da prova. Enquanto isso, a Red Bull, que se apresenta como principal rival no começo do ano, naufragou em problemas de confiabilidade nas últimas voltas e abandonou com os dois carros.

Binotto tentou esfriar um pouco os ânimos quentes e deixou claro que o GP da Arábia Saudita do próximo fim de semana pode pintar um panorama diferente, mas o trabalho todo até aqui, ele garante, permite sonhar alto.

Charles Leclerc garantiu a primeira vitória da Ferrari no ano (Foto: Ferrari)

Jedá pode apresentar uma situação completamente diferente. Pessoalmente, sempre tive fé na equipe. Trabalharam como um grupo unido e reagiram às dificuldades quando encontramos. É bom ver que estão novamente brigando por um primeiro lugar. É nossa meta para temporada”, disse.

“Para vencer na F1, você precisa fazer tudo perfeitamente e, na corrida do Bahrein, fizemos exatamente isso. Vale para todos: pilotos, a F1-75, os engenheiros e suas estratégias e os mecânicos, que foram impecáveis nos pit-stops”, finalizou.

A Ferrari não conquista o Mundial de Pilotos desde 2007, com Kimi Räikkönen, e não ganha o Mundial de Construtores desde 2008. A seca entre os Pilotos já é a segunda maior da história da equipe, atrás apenas dos 21 anos entre as conquistas de Jody Scheckter em 1979 e Michael Schumacher 2000.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Arábia Saudita AO VIVO e EM TEMPO REAL a partir da sexta-feira.

BAHREIN CONFIRMA SUSPEITA: FERRARI É CANDIDATA AO TÍTULO DA FÓRMULA 1 2022
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar