Ferrari crê que título de 2019 foi perdido em 2018: “Projeto não era bom o bastante”

Na visão de Mattia Binotto, chefe de equipe, a Ferrari não teve chances de ganhar o título de 2019 por conta do desenvolvimento do carro em 2018. Ele vê o ano como “adaptação” e espera corrigir os erros na próxima temporada

A Ferrari teve um 2019 esquecível. Após chamar atenção pela velocidade na pré-temporada, o time foi facilmente batido pela Mercedes ao longo do campeonato, registrando apenas três vitórias ao longo do ano.
 
2019 marcou o primeiro ano de Mattia Binotto como chefe de equipe, substituindo Maurizio Arrivabene. Para o novo chefe, o título não foi perdido neste ano, e sim no passado, durante o desenvolvimento do carro. A Ferrari teve seis vitórias em 2018.
 
"Acho que perdemos no ano passado no desenvolvimento do carro. No fim, não fomos competitivos no começo da temporada, e existem motivos para isso. Acho que o projeto não era bom o bastante para começar. Mostramos desenvolvimento ao longo da temporada. No geral, nosso design não foi bom como o do nosso maior competidor, então acho que é isso", disse em entrevista à revista ‘Autosport’.
Sebastian Vettel (Foto: Pirelli)
A Ferrari também sofreu com a confiabilidade em 2019. Charles Leclerc perdeu uma vitória praticamente garantida no Bahrein, e o time também viu problemas na Áustria, Alemanha, Rússia, Estados Unidos e Brasil. Para Binotto, o ano foi de reestruturação.
 
"Tem sido uma temporada intensa. Muita coisa a fazer. Reestruturamos, organizamos o time. Mas acho que nesse meio tempo, tentamos adicionar e melhorar o carro, e acho que fizemos isso durante a temporada, pelo menos em algum nível. Mas agora que a temporada acabou, estamos olhando para a próxima”, citou.
 
"Sabemos que temos algumas falhas, onde somos fracos comparando com eles (Mercedes), e estamos colocando todo o nosso esforço para melhorar. Não sei qual será a situação no começo da próxima temporada, ninguém sabe até aqui. Sabemos que é uma temporada de 22 corridas, então o que vai acontecer no início pode mudar depois. O que é importante é manter o time unido, manter o foco, trabalhar duro, bem e ter a motivação alta", completou o chefe, mencionando as adições de Holanda e Vietnã ao calendário.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube