Ferrari embarca em onda nacionalista e apresenta SF21 com pintura italiana

A Ferrari apresentou a nova SF21 e encerrou a temporada de lançamentos dos carros de 2021 da Fórmula 1

A Ferrari apresentou a SF21 com esperança renovada (e o carro também): tudo revisado (GP Notícias)

A Ferrari foi a última equipe a apresentar seu carro para a temporada 2021 da Fórmula 1. Às vésperas do início da pré-temporada no Bahrein, os italianos mostraram ao mundo, nesta quarta-feira (10), a nova SF21, pintada no tradicionalíssimo vermelho. Mas não apenas nele: recheada de detalhes em branco e com um patrocínio destacadamente verde, a escuderia de Maranello terá um carro italiano.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

F1 lança F1 TV Pro no Brasil e dá desconto de 25% em assinatura

É uma tendência da temporada, visto que a Alpine utilizou das cores da bandeira francesa, a Haas colocou a bandeira russa dos novos patrocinadores e a Aston Martin trouxe de volta à Fórmula 1 o famoso verde britânico de corridas. A Ferrari, assim, embarca no tom das pinturas nacionalistas de 2021.

O carro tem bico pontudo e longo, o mais diferente de uma temporada em que esta parte dos carros teve mudanças pequenas nas outras equipes. Visualmente num primeiro momento, é o que mais se destaca. O suporte da asa dianteira também aparece com desenho diferente.

O novo carro da Ferrari para a temporada 2021 (Foto: Ferrari)

O design tem bastante daquilo que a Ferrari trouxe para sua corrida 1.000 na Fórmula 1, no ano passado. A fonte e a pintura comemorativa na tampa do motor estão semelhantes àquelas. O tom do vermelho, com pegada mais para grená na parte de trás, vai se tornando mais vivo conforme chega à parte dianteira do carro. O grená da traseira também está em curso ao que foi visto na corrida comemorativa da Toscana. Já a pintura verde, na parte alta do carro nas duas partes, é a logomarca da patrocinadora Mission Winnow.

“A traseira relembra o vermelho bordô da primeira Ferrari de todas, a 125 S. Só que, conforme se aproxima da área do cockpit, a pintura se transforma no vermelho moderno, que usamos nos últimos anos”, disse o chefe Mattia Binotto.

“A temporada nos traz muitos desafios e, com essa pintura, retornamos ao passado para nos direcionar ao futuro”, apontou.

A Ferrari foi um dos times com maior número de mudanças para 2021. A começar pela dupla de pilotos: Charles Leclerc continua, mas se torna o cara com mais tempo de casa, já que Sebastian Vettel rumou para a Aston Martin, trocado por Carlos Sainz Jr. Agora, os italianos apostam em uma das duplas mais jovens do grid.

Ainda que a palavra de ordem em Maranello seja recuperação e que a Ferrari entre focada em deixar o papelão de 2020 para trás, engana-se quem pensa que a meta do time esteja só em 2021. É que o regulamento muda completamente para 2022 e, tentando evitar que a equipe fique para trás, Mattia Binotto já admitiu que olha mais para o ano que vem, mesmo antes do campeonato de 2021 ter começado.

“Nosso foco durante 2021 será desenvolver o carro de 2022. Esse será nosso objetivo principal, então não vamos passar muito tempo pensando no carro de 2021 durante a temporada. Há sempre um equilíbrio, mas precisamos fazer essa escolha. 2022 trará tantas mudanças que ao menos o mínimo de projetos já precisa ser desenvolvido. Então nosso esforço, em sua maioria, estará aí”, disse ao site britânico RaceFans.

Novo bólido da Ferrari tem tom de verde no patrocinador-máster (Foto: Ferrari)

As mudanças também aconteceram na alta cúpula. Se Binotto segue, por enquanto, na chefia, o diretor executivo Louis Camilleri decidiu se aposentar subitamente em dezembro. Isso deixa John Elkann, atual presidente da marca, acumulando dois cargos importantes de forma provisória.

Há também novidades visando reestruturação interna. A equipe dividiu o departamento de chassi em quatro grupos diferentes, buscando melhor eficiência no desenvolvimento do carro. Há atenção também ao motor: depois de um projeto desastroso em 2020, a unidade de potência de 2021 muda por completo, e com resultados, segundo a própria equipe, positivos até aqui.

A Ferrari tem motivos de sobra para buscar mudanças profundas. A equipe terminou o Mundial de Construtores de 2020 em sexto, a pior performance nas últimas quatro décadas. Foram apenas três pódios e nenhuma chance de vitória. A equipe sofreu principalmente com a falta de velocidade nas retas, que significou GPs em que Leclerc e Vettel não conseguiam sequer pontuar.

Chegou ao Brasil a F1 TV Pro. Em parceria com o GRANDE PRÊMIO, a Fórmula 1 vai dar 25% de desconto na assinatura do plano que dá acesso aos testes da pré-temporada, às 23 corridas ao vivo e muito. Clique a página da F1 TV Pro por este link e digite o promo code F1TV25. Mas seja rápido: a promoção vai até 14 de março. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube