Ferrari encerra rumores sobre Bottas e anuncia renovação com Räikkönen para temporada 2016 da F1

Kimi Räikkönen fica na Ferrari em 2016. A renovação contratual foi confirmada nesta quarta-feira (19) em comunicado divulgado pela equipe de Maranello

Em meio às várias dúvidas sobre qual seria o companheiro de Sebastian Vettel em 2016, especialmente após as conversas entre Ferrari e Valtteri Bottas ficarem claras, o time italiano confirmou nesta quarta-feira (19) que Kimi Räikkönen permanece por pelo menos mais um ano em Maranello.
 
O campeão mundial de 2007 está 84 pontos atrás de Vettel no Mundial de Pilotos e obteve como melhor resultado no ano o segundo lugar no GP do Bahrein. O nórdico abriu a temporada recebendo elogios, mas já chegou a ouvir críticas abertas do chefe Maurizio Arrivabene por erros cometidos em momentos cruciais, como no GP do Canadá, quando rodou e perdeu o terceiro lugar justamente para Bottas.

Quando já parecia quase fora do páreo, Räikkönen, de 35 anos, recebe a chance de disputar mais uma temporada após um ano e meio de decepção desde que voltou à Ferrari.

"A Scuderia Ferrari comunica que renovou o acordo de colaboração com Kimi Räikkönen. A próxima temporada a equipe estará novamente formada novamente pelo piloto finlandês e por Sebastian Vettel”, disse a Ferrari em comunicado.

Kimi Räikkönen está garantido por pelo menos mais uma temporada em Maranello (Foto: AP)

É importante para a equipe ter um piloto experiente, já que o momento é de evolução com um novo trabalho. Mas inclusive as reclamações de Pat Symonds, dizendo abertamente que as conversas entre Bottas e a Ferrari acabariam atrapalhando a Williams, davam a clara sensação de que o jovem nórdico era favorito para andar ao lado de Vettel.

 
A única barreira estimada para a ida do piloto à Ferrari era a multa rescisória, estipulada em cerca de R$ 41 milhões. A imprensa italiana chegou a cravar que a equipe pagaria, mas Bottas chegou a afirmar que não sabia de onde tantos rumores saíam.

O anúncio indica ser um prelúdio de uma temporada de poucas grandes mudanças de pilotos das equipes top, ao contrário do ano passado. Com Räikkönen permanecendo na Ferrari e Lewis Hamilton já tendo renovado com a Mercedes, os pilotos de Mercedes e Ferrari estão sob contrato. Assim, Valtteri Bottas deve permanecer em Grove com a Williams, onde Felipe Massa também fica. 

 
Com essas portas se fechando, Nico Hülkenberg acaba ficando sem mercado e, a não ser que sua falta de parceiros comerciais tão fortes acabem fazendo com que a Force India pretenda ir por outro caminho, o que não parece ser o caso, ele deve seguir onde está. Daniel Ricciardo também fica sem mercado para uma possível saída da Red Bull.
 
A grande dúvida permanece sendo na McLaren, onde Fernando Alonso fica, mas Jenson Button só fica se a equipe decidir acionar uma cláusula opcional do contrato. Mesmo que escolha cortar Button, o caminho claro da McLaren parece ser um de seus jovens pilotos, Kevin Magnussen ou Stoffel Vandoorne.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube