Ferrari nega ‘esconde-esconde’ e garante: “Esse é nosso desempenho real”

O chefe da equipe italiana, Mattia Binotto, afirmou que a Ferrari mostrou em Barcelona o desempenho real, apesar das críticas pelo rendimento abaixo do esperado e claramente inferior ao de algumas rivais, dentre elas a Racing Point


 
A situação da Ferrari nos testes coletivos de pré-temporada da Fórmula 1, que terminam nesta sexta-feira (28), é um tanto quanto preocupante. Com desempenho abaixo das rivais, havia um mistério quanto a realidade do que a equipe italiana mostrava, mas o chefe Mattia Binotto garantiu: não há qualquer segredo. A Ferrari mostrou tudo que tem em Barcelona.
 
Em entrevista coletiva concedida no paddock do Circuito da Catalunha e com presença do GRANDE PRÊMIO, Binotto deixou claro o pessimismo para a abertura do campeonato. Além de desanimado com o desempenho geral, avisou: vai demorar algum tempo para entender realmente como será a ordem de forças da F1. Ao menos com relação ao encaixe da Ferrari.
 
"Posso confirmar que não estou confiante como no ano passado e nosso carro não é o mais rápido. Com isso dito, o carro parece confiável e a temporada é longa. Nosso arrasto está penalizando a velocidade final. Não estamos forçando o motor ao máximo possível, porque não queremos comprometer nossa confiabilidade", disse. 
Sebastian Vettel (Foto: AFP)
"Estamos fazendo simulações de classificação às manhãs e de corrida à tarde. Acredito que não somos velozes ainda. Melhor em ritmo de corrida, mas ainda não entendemos tudo e resta testar alguns ajustes diferentes e adaptar aos pilotos. Ainda temos muito trabalho a fazer antes do GP da Austrália", falou.
 
"É difícil dizer que estamos lentos por causa da potência do nosso motor ou por causa do arrasto. Não estamos escondendo nada: esse é o desempenho real do nosso carro", apontou.
 
"Também é difícil entender o que acontece nos testes, e a Austrália também tem uma pista que também é específica. É preciso duas ou três corridas [para avaliar]. Se eu tiver que dar uma nota para os testes, precisamos entender muitas coisas: diria que 8. Mas se tiver que avaliar todo o nosso inverno, então é 6", seguiu.
 

O GRANDE PRÊMIO cobre AO VIVO, em TEMPO REAL e 'in loco' os testes de pré-temporada da F1 em Barcelona com o repórter Vitor Fazio. Siga tudo aqui.

Paddockast #50
GRANDES PROMESSAS QUE NÃO VINGARAM

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube