F1

FIA diz que Ferrari “não possui evidências relevantes” e mantém punição a Vettel no Canadá

A FIA anunciou na manhã desta sexta-feira (21), após reunião em Paul Ricard, que Lewis Hamilton foi mantido vencedor do GP do Canadá, disputado há duas semanas. Depois de encontro com representantes da Ferrari, a entidade informou, via nota oficial, que a equipe italiana não havia mostrado nenhuma evidência relevante que tornasse retirar a punição a Sebastian Vettel possível

GRANDE PRÊMIO / FELIPE NORONHA, de São Paulo / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
Lewis Hamilton é oficialmente o vencedor do GP do Canadá. Após reunião nesta sexta-feira (21), a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) divulgou que manteve a punição de 5s a Sebastian Vettel na etapa realizada há duas semanas e, assim, a Ferrari não tem permissão para solicitar a revisão da sanção. Os comissários que analisaram o caso não encontraram novas evidências para reabrir o processo. 

No prova disputada no circuito Gilles Villeneuve, Vettel vinha liderando a corrida e sendo pressionado por Hamilton, quando errou na entrada da curva 3 na volta de número 48 e cortou pela grama, voltando ao traçado na sequência e espremendo o rival. Os carros da Ferrari e da Mercedes não se tocaram, mas os comissários entenderam que o alemão conduziu o carro de maneira perigosa no retorno ao asfalto e decidiram por uma sanção de 5s. 

O ferrarista ainda cruzou a linha de chegada em primeiro, mas caiu para segundo, à frente de seu companheiro Charles Leclerc. A Ferrari chegou a divulgar que não entraria com recurso, mas mudou de ideia e pediu à FIA a revisão na última terça-feira (17). Nesta sexta, a entidade máxima encerrou o caso.
Lewis Hamilton e Sebastian Vettel (Foto: Mercedes)
Na manhã desta sexta, entre os treinos livres disputados na França, a escuderia italiana havia afirmado - por meio de seu diretor esportivo Laurent Mekies - que possuía "provas contundentes" de que Vettel não merecia a punição (sem apresentá-las, porém).

Os comissários do GP do Canadá, convocados para a revisão de hoje, acompanharam a reunião por teleconferência, junto com os comissários do GP da França. E todos entenderam que a Ferrari "não pode fornecer nenhuma nova evidência relevante". A revisão não foi, portanto, permitida. 

"Não houve apresentação de elementos significativos ou novos, que não estivessem disponíveis à ambas as partes envolvidas no momento da corrida. O resultado do GP do Canadá permanecerá inalterado."
FIA mantém punição a Vettel por incidente no Canadá (Foto: Reprodução)
Os comissários determinaram que dos sete itens que a Ferrari apresentou como prova, cinco estavam "já disponíveis antes do fim da competição". Um vídeo-análise feito pelo ex-piloto e comentarista Karun Chandhok para a emissora inglesa Sky Sports fez parte das evidências do time de Maranello. As imagens foram utilizadas pela equipe italiana como prova, "mas, embora tenham sido consideradas novas, não foram significativas, já que se trata de uma opinião pessoal de terceiros".

Outro vídeo, da câmera voltada para Vettel e exibido pela F1 após a corrida, também foi considerado novo, mas sem relevância também, "porque as evidências contidas nestes vídeos podem ser vistas em outro vídeo disponível".

De acordo com os comissários, a decisão em Montreal foi tomada diante de análises da telemetria, vídeos de múltiplos ângulos, GPS e dados dos carros de Hamilton e Vettel da volta do incidente e dos giros anteriores. 

Assim, com o fim do imbróglio, a Mercedes mantém sete vitórias em sete etapas no ano, com Vettel, ainda assim, tendo o Canadá como palco de seu melhor resultado, quebrando a sequência de dobradinhas da equipe rival.


 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.