FIA diz que seria impossível desclassificar Vettel durante GP da Itália

Apesar do acidente bizarro com Lance Stroll, Sebastian Vettel não correu o risco de ser desclassificado do GP da Itália. Diretor de provas da FIA explicou que a bandeira preta só pode ser aplicada depois das corridas, e a hipótese sequer foi considerada pelos comissários

De forma negativa, o tetracampeão mundial Sebastian Vettel foi um dos protagonistas do GP da Itália, disputado no último domingo (8). O alemão da Ferrari rodou sozinho na volta 5 e acabou acertando Lance Stroll, da Racing Point, na tentativa de retornar rapidamente ao traçado.

 
O movimento de Vettel rendeu um stop & go de 10s, que fez o alemão completar a corrida apenas em 13º. Apesar do movimento bizarro, uma desclassificação ao tetracampeão não foi considerada.
 
"Não que eu saiba”, declarou Michael Masi, diretor de provas da FIA, sobre a possível eliminação do tetracampeão. “E não foi algo que os comissários levantaram. Tem pessoas aqui que lembram da bandeira preta, porque eu provavelmente não lembro. Você precisa fazer algo incrivelmente severo para ser desclassificado", comentou.
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)
Masi também detalhou que o regulamento impede desclassificações durante uma corrida, já que o piloto tem a chance de se defender. Logo, a eliminação só aconteceria em uma reunião ao fim da prova.
 
"Além disso, você não pode desclassificar alguém sem dar a alguém a oportunidade de ser ouvido, segundo o regulamento, Então, mesmo neste caso, a bandeira preta não seria mostrada durante a corrida, e sim em uma reunião posterior", completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar