Foco da McLaren no final da temporada 2015 será desenvolvimento de peças para 2016, afirma diretor

Éric Boullier, já conformado com a falta de rendimento da McLaren-Honda em 2015, afirmou que os GPs do Brasil e de Abu Dhabi vão servir como testes de novas peças. Assim, a parceria anglo-japonesa tenta evitar outra temporada apagada

A McLaren, depois de uma temporada muito abaixo do esperado, já não espera mais nada de 2015. Com mais dois GPs antes do final da temporada, a equipe já está focada no desenvolvimento do carro de 2016.
 
Éric Boullier, diretor da McLaren, destacou que a tradicional equipe trará novas peças para o GP do Brasil, marcado para este fim de semana. A equipe está tentando tudo que pode antes que as unidades de 2016 sejam homologadas e congeladas – o que acontece antes até dos testes de pré-temporada, dando uma margem mínima de erro para as fornecedoras de unidades de potência.
Éric Boullier não anda sorrindo muito (Foto: McLaren)
“A McLaren-Honda, depois de algumas corridas desafiadoras, espera chegar ao Autódromo José Carlos Pace e acelerar o desenvolvimento para as próximas duas provas”, contou Boullier.
 
Não é de hoje que a McLaren está usando os GPs como testes. Os carros de Fernando Alonso e Jenson Button são laboratório da Honda desde o GP da Rússia.
 
“Mesmo com o final da temporada ao nosso alcance, ainda estamos dando nosso máximo para trazer novas peças e maximizar nosso aprendizado e desenvolvimento até o último momento possível. Estamos focando tanto em confiabilidade quanto em performance e esperamos mais um fim de semana positivo nesta pista lendária”, concluiu.
 
A McLaren ocupa o nono lugar no campeonato de construtores, somando 27 pontos. A última vez que a equipe esteve em uma posição tão baixa quanto esta foi em 1967, segunda temporada da esquadra.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube