Fórmula 1 revisa treinamentos de largada após punição de Hamilton na Rússia em 2020

Após a polêmica punição dupla de Lewis Hamilton no GP da Rússia do ano passado, a Fórmula 1 decidiu deixar bem clara as regras para treinos de largada durante todo o fim de semana em Sóchi

Em 2020, a Fórmula 1 viveu uma intensa polêmica no GP da Rússia, quando Lewis Hamilton foi duas vezes punido em 5s por treinar largada no lugar errado antes da corrida. Com isso, viu a vitória escorregar para as mãos de Valtteri Bottas e ainda precisou pagar uma multa de €25 mil — cerca de R$ 155 mil.

Após a polêmica, a F1 decidiu revisar o lugar de treinamento de largadas para a corrida deste fim de semana. A partir desta sexta-feira (24), os pilotos vão ter que realizar o procedimento na saída dos boxes, logo após as luzes, do lado direito do pit-lane.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A largada do GP da Rússia de 2020 (Foto: Renault)

Em nota, a categoria afirmou que “qualquer carro que pretenda realizar um treino de largada deve formar uma linha e partir em ordem, exceto se outro competidor se atrasar”. Com a mudança, a F1 espera evitar novas punições neste fim de semana.

No ano passado, na saída dos boxes para alinhar no grid de largada, o britânico da Mercedes fez uma simulação de largada em local não designado pela direção de prova. Os comissários da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) observaram duas infrações e, portanto, aplicaram duas punições de 5s cada. Com isso, terminou a corrida na segunda colocação.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste fim de semana para a disputa do GP da Rússia, 15ª etapa da efervescente temporada 2021. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar