Gasly vê Toro Rosso com “potencial para lutar” e entrega “grande, grande plano” da Honda para evoluir motor

Pierre Gasly afirmou que a Toro Rosso tem potencial para brigar mais à frente na temporada 2018. O #10 destacou o empenho da Honda em dar a volta por cima e afirmou que a montadora nipônica tem um “grande, grande plano” para melhorar seu propulsor

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A primeira prova da temporada 2018 pode ter sido decepcionante para a Toro Rosso, mas não conseguiu abalar a confiança de Pierre Gasly. O #10 avaliou que a equipe de Faenza tem “potencial para lutar” e destacou que a Honda tem um “grande, grande plano” para desenvolver o motor.
 
Depois de três anos de uma tempestuosa parceria com a McLaren, a Honda uniu forças com a Toro Rosso para sua quarta temporada consecutiva na era dos V6 turbo, mas depois de mostrar um desempenho capaz na pré-temporada, acabou decepcionando na corrida, com Gasly abandonando pro conta de uma falha com o MGU-H, enquanto Brendon Hartley ficou apenas em 15º.
 
Gasly, porém, não entregou os pontos e ressaltou que a Honda ainda tem muita munição para disparar antes de entregar os pontos. O francês reconheceu, no entanto, que o número limitado de motores vai dificultar a introdução das atualizações.
Pierre Gasly se mostrou confiante na evolução da Honda (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Do lado deles, eles estão forçando sem parar, pois realmente querem mostrar para todo mundo que podem fazer motores de verdade”, disse Gasly. “E, em termos de desenvolvimento, eles já estão trabalhando e podemos ver um progresso realmente positivo”, considerou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Nós estamos pressionando para termos o maior número de atualizações que pudermos, mas, claro, sabemos que só temos três motores, então precisamos ver exatamente quando é o melhor momento para trazê-las”, ponderou. 
 
Pierre avaliou que tudo está correndo bem, mas reconheceu que a Honda precisa de tempo para se desenvolver, já que além do déficit, também precisa lidar com o desenvolvimento constante da concorrência.
 
“Está tudo indo bem, mas nós também precisamos dar tempo a eles, porque é a F1 ― está todo mundo correndo atrás: Mercedes, Ferrari, Renault, eles estão pressionando e melhorando o tempo todo”, reconheceu. “Com certeza, eles não podem recuperar tudo em só três ou quatro meses, mas, em termos de uma colaboração de médio e longo prazo, acho que eles tem um grande, grande plano à frente, e, no momento, estão fazendo as coisas certas e realmente correndo atrás”, destacou. 
 
Companheiro de Gasly, Hartley acredita que uma estratégia “agressiva” de desenvolvimento vai permitir que a Toro Rosso rapidamente se aproxime dos demais times do pelotão intermediário.
 
“Ao longo dos meses de inverno, muitos recursos e energia foram [direcionados] para integrar o novo motor Honda e em começar essa nova relação”, lembrou. “A estratégia para os próximos seis meses é agressiva e todos no time estão se empenhando bastante. Estou muito otimista para o resto da temporada”, contou.
 
Gasly, aliás, concorda com Hartley é vê um futuro positivo para a escuderia sediada em Faenza.
 
“A Haas foi rápida demais, a Renault também ― nós estamos lutando com a Williams e a Force India”, apontou. “Talvez, em outras condições, condições mais frias, seja diferente”, continuou.
 
“Nós sabemos que nosso carro é realmente bom em baixa velocidade, então terão pistas que se adaptarão um pouco melhor ao nosso carro”, previu. “Nós precisamos esperar e ver as outras corridas, mas temos potencial para lutar”, concluiu.
"RIDÍCULO E LEVIANO"

AJUDA DELIBERADA DA HAAS À FERRARI? NÃO FAZ SENTIDO ALGUM

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube