Giovinazzi mantém sonho de ser titular na Ferrari: “Se fizer um bom 2020, tenho chance”

A Ferrari tem, na atualidade, uma dupla com um experiente (Sebastian Vettel), e outro jovem (Charles Leclerc). Mas, para Antonio Giovinazzi, é possível espaço para alguém que esteja no meio desta situação, e ele sonha em subir para a scuderia italiana

Sonhar não faz mal, e Antonio Giovinazzi segue isso: a ponto de, apenas uma temporada como titular da Alfa Romeo depois, ele afirmar que pensa, sim, em subir para a Ferrari.

O piloto de 26 anos, que ficou em 17° no Mundial do ano passado, e que obteve um quinto lugar, no Brasil, como melhor marca, não se abate com os resultados não tão positivos. E se permite pensar em, daqui um ano, vestir o vermelho da scuderia italiana.

Giovinazzi é piloto da academia ferrarista e, para muitos, apenas "guarda lugar" na Alfa Romeo para a chegada de um jovem piloto à F1 no futuro.

"Mentiria se eu dissesse que não sonho com a Ferrari. Sou piloto de seu programa e é um orgulho. Me concentro em mim mesmo e sei que se fizer um bom 2020 terei um oportunidade", declarou o italiano ao jornal 'Gazzetta dello Sport'.

Antonio Giovinazzi (Foto: Alfa Romeo)

Para que isso ocorresse, a Ferrari precisaria apostar em deixar uma dupla de um experiente e um jovem – já que Sebastian Vettel, o lado mais velho da equação, aos 32 anos, tem contrato até o final de 2020. Já Charles Leclerc renovou o seu acordo até o fim de 2024.

Já Giovinazzi renovou seu contrato com a Alfa Romeo, mas ouviu de seu chefe, Frédéric Vasseur, que teve seu emprego em risco durante 2019.

Sobre 2020, Giovinazzi comentou que "cada vez mais precisa empurrar o carro para subir ou para renovar seu contrato": "Um dos objetivos é bater [Kimi] Räikkönen, mas não quero me concentrar nisso. Quero melhorar e obter o melhor resultado possível", concluiu o italiano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar