GP às 10: Stroll escancara má fase de Vettel ao colocá-lo no bolso no começo da temporada

Nem mesmo a chegada à nova casa tem ajudado Sebastian Vettel em 2021. O tetracampeão tem sido constantemente batido por Lance Stroll neste começo de temporada com a Aston Martin. Fernando Silva elogiou o dedicado e esforçado canadense e lembrou que Vettel sofri absurdamente com a falta de adaptação ao carro verde

Assista aos melhores momentos do GP da Emília-Romanha de F1 (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Sebastian Vettel não consegue engrenar. Nem mesmo a mudança de ares e a troca de equipe parece ter surtido efeito para o tetracampeão mundial neste ainda princípio de temporada 2021. Ao deixar os tempos difíceis de Ferrari para trás, sobretudo nos dois últimos anos, Vettel começou o novo ciclo da carreira com a Aston Martin trazendo a esperança de dias melhores, mas, em duas etapas até agora, Seb foi surrado por Lance Stroll. O alemão de 33 anos, portanto, vive um calvário sem fim, avalia Fernando Silva no GP às 10 desta segunda-feira.

O jornalista lembra que Stroll merece os créditos pelo bom trabalho que faz no começo da temporada. Evidente que o canadense está na Fórmula 1 e na Aston Martin em razão dos bilhões do pai, Lawrence Stroll, mas precisa ser elogiado pela sua dedicação e esforço. Lance foi ao Q3 e pontuou nas duas primeiras corridas do ano, os GPs do Bahrein e da Emília-Romanha.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
ANÁLISE: Alonso tem desculpa da adaptação, mas Vettel carrega obrigação de derrotar Stroll

Em contrapartida, Vettel continua naquela espiral infinita que marcou o fim da sua passagem pela Ferrari. Seb não vai ao Q3 desde o GP da Inglaterra do ano passado e, nesta temporada, teve sua melhor classificação no GP da Emília-Romanha, quando garantiu o 13º lugar no grid em Ímola. Mas sua jornada até agora em 2021 tem sido repleta de erros e também de problemas com o AMR21.

Silva ressaltou que Vettel, assim como os demais pilotos que trocaram de equipe neste ano — como Sergio Pérez, Carlos Sainz, Daniel Ricciardo e Fernando Alonso, que voltou à F1 em 2021 —, tem sofrido bastante nesta fase de adaptação ao estilo de pilotagem que o carro do seu novo time exige. Contudo, este processo não deve servir de ‘muleta’ por muito mais tempo, ou seja, o alemão vai ter, inevitavelmente, de mostrar a que veio na Aston Martin.

Assista ao GP às 10 desta segunda-feira:


GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar