F1

GP às 10: Saída de Arrivabene é manobra ousada para Ferrari que já parecia capaz de ser campeã da F1

Confiar em Maurizio Arrivabene ou apostar na mudança com Mattia Binotto? A Ferrari foi atrás do diferente, o que Vitor Fazio acredita ser bastante arriscado. O jornalista acredita que com Arrivabene os italianos tinham condições de superar a Mercedes
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Maurizio Arrivabene (Foto: Ferrari)
Quatro anos de altos e baixos se passaram até que a Ferrari optasse por se despedir de Maurizio Arrivabene. O agora ex-chefe de equipe foi trocado por Mattia Binotto – decisão que, aos olhos de Vitor Fazio, é bastante questionável. O jornalista pondera no GP às 10 noturno desta terça-feira (8) que o principal culpado pela Ferrari não ser campeã em 2018 foi o inconstante Sebastian Vettel, e não dirigentes tomando decisões erradas.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.