Grosjean diz que reclamações no rádio da Haas “não são para mundo exterior” e se sente injustiçado pela FOM

Romain Grosjean está infeliz com a forma com tem sido retratado pelas transmissões de TV da FOM. O francês tem tido suas reclamações pouco educadas feitas no rádio da equipe diretamente para o mundo inteiro

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Romain Grosjean não está feliz com a forma como está sendo retratado pela FOM. Os problemas de freio com os quais está brigando desde o começo do fim de semana em Baku, Grosjean voltou a sofrer no último sábado. E a transmissão oficial da F1 voltou a colocar na TV momentos em que Grosjean diz alguns impropérios no rádio da Haas

 
Segundo o piloto, o fato de seus momentos de paciência curta serem transmitidos para o mundo inteiro faz com que as pessoas que não o conhecem terem uma ideia errada sobre ele. Uma injustiça, aponta Grosjean, que crê que o que diz no rádio deveria ser ouvido apenas pela equipe. 
 
"Sim, e eu estou nervoso com isso. Todo mundo diz coisas [no rádio] – e quando eu digo é só para a equipe, não para o mundo exterior. É nosso negócio interno. Se eu tenho uma travada na traseira ou qualquer coisa. Eu tenho sido mais transmitido do que outros, e tenho certeza de que outros estão xingando e bravos também. Só acho que tenho sido tratado injustamente", disse.
 
"Sabe, não dá para lutar com a minha natureza – e eu tenho tentado. Mas não é o que eu quero. Tentei, preciso tentar mais… Mas não sei. É um rascunho, porque só fez um ano e meio. Mas as coisas vão melhorar logo", seguiu.
Romain Grosjean (Foto: Haas)
O chefe da Haas, Guenther Steiner, brincou sobre a situação, mas fez uma análise: não se incomoda com os rompantes de Romain porque eles não são direcionados a alguém específico. E porque, tirando esses momentos, o francês não é uma pessoa desagradável.
 
"É como se esperássemos até Romain aparecer no rádio e mandássemos direto para a FOM", brincou. "A questão é que ninguém conhece Romain como a gente. Ele tem esses momentos e depois chega e e diz'ei, pessoa, desculpa por não ter me classificado melhor, mas eu não posso lidar com isso'. Contanto que não esteja desrespeitando alguém específico, tudo bem", opinou.
 
"Ele nunca briga com um cara. Quando você começa a xingar alguém específico, eu diria que é o bastante. Mas ele se frustra com algo que está acontecendo com ele, não uma pessoa. Seria melhor que ele evitasse? Sim, mas ele é quem vai julgar. É humano, então não estou julgando. Por mim tudo bem se ele não insultar alguém. Se é desse jeito que você se livra das suas decepções, então por que não?", questionou.

NOVA DERROTA EM 2017 MOSTRA QUE TOYOTA E LE MANS SÃO COMO ‘ÁGUA E ÓLEO’

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:

0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe,
.embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;

top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube