Haas confirma dois novos funcionários em quarentena por suspeita de coronavírus

Guenther Steiner, chefe da Haas, confirmou que agora são quatro os funcionários em quarentena com sintomas do novo coronavírus: um engenheiro e três mecânicos. O dirigente italiano disse que, no momento, não há o que fazer a não ser esperar pela confirmação dos resultados dos exames

GUIA 2020
_Coronavírus e polêmica no caso FIA/Ferrari abrem ano de espera por revolução

A F1 abriu a manhã desta quinta-feira (12), em Melbourne, com a suspeita de mais dois funcionários terem contraído o novo coronavírus. A Haas confirmou que agora são quatro os membros da equipe em quarentena, um engenheiro e três mecânicos, que aguardam o resultado dos exames a respeito do diagnóstico do Covid-19. Além dos funcionários da escuderia norte-americana, a McLaren também tem um profissional isolado no momento.

 
Guenther Steiner, chefe da Haas, se vê de mãos atadas enquanto aguarda pelo resultado dos exames.
 
“Devemos ter os resultados até à tarde. Até então, não sei de nada, não quero especular. Não sou médico. Espero que eles estejam negativos [para o coronavírus] e que continuemos como gostaríamos”, declarou o dirigente italiano em entrevista coletiva no circuito Albert Park, palco do GP da Austrália.
Guenther Steiner espera pelo resultado dos exames dos funcionários da Haas (Foto: AFP)
Em relação às possíveis medidas caso os funcionários sejam diagnosticados positivamente para coronavírus, Steiner prefere esperar. “Vamos atravessar a ponte quando chegarmos a ela, mas estamos apenas esperando os resultados. Espero que sejam negativos, mas quem sabe”, disse.
 
“Planos alternativos são difíceis porque ninguém pode mais vir aqui, nem em termos de tempo e nem de permissão. Nas corridas, você sempre encontra soluções, mas primeiro quero ter um problema antes de encontrar uma solução”, complementou.
 
A informação sobre o isolamento dos funcionários de Haas e McLaren fez com que Brett Sutton, diretor de saúde do estado de Victoria, onde está localizada Melbourne, falar até em cancelamento da corrida no domingo.
 
Em entrevista à emissora local de rádio ‘3AW’, Sutton, que ainda não tinha conhecimento dos outros dois casos da Haas, se mostrou preocupado com a situação e o risco de o coronavírus se alastrar em meio ao paddock da F1 no circuito de Albert Park.
 
“Acho que, quanto a esses três membros das equipes, se eles testarem positivo, precisamos considerar o que isso significa para seus contatos próximos e, se eles tiverem vários contatos próximos entre várias equipes, então essas pessoas precisam ficar em quarentena”, afirmou.
 
A autoridade máxima de saúde do estado de Victoria deixou claro que o cancelamento do GP da Austrália é uma opção. “Se isso efetivamente interromper a corrida, que assim seja, faremos isso”, acrescentou Sutton.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Austrália de F1. Siga tudo aqui.

Paddockast #51
QUEM VENCEU DRIVE TO SURVIVE 2

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube