Haas informa que Grosjean tem queimaduras leves e suspeita de fraturas de costela

Após acidente assustador no Bahrein, Romain Grosjean teve queimaduras leves no corpo após ficar 27 segundos no fogo e tem suspeita de fraturas na costela. Piloto foi levado ao hospital

A Haas confirmou que Romain Grosjean teve pequenas queimaduras nas mãos e no tornozelo após o chocante acidente na primeira volta do GP do Bahrein. Grosjean também tem suspeita de fraturas na costela. O carro do piloto explodiu e partiu em dois pedaços, mas o francês conseguiu escapar.

Levado ao centro médico, Grosjean ficou 27 segundos debaixo do fogo até conseguir deixar o carro. Posteriormente, o piloto foi transportado ao hospital por helicóptero.

Chefe de equipe da Haas, Günther Steiner se pronunciou após a batida, agradecendo o atendimento eficaz. “Eu quero agradecer o time de resgate que foi muito rápido. Os fiscais e o pessoal da FIA fizeram um grande trabalho”, disse o mandatário.

Grosjean largava nas últimas posições e buscava espaço. Um toque com a AlphaTauri de Daniil Kvyat jogou o francês em direção ao muro. Como não se via há tempos na F1, o carro explodiu de imediato. Cena tão assustadora que fez a direção de prova acionar bandeira vermelha segundos depois.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube