Hamilton confia em atualizações da Mercedes para se recuperar, mas ainda vê Ferrari favorita: “Estão mais rápidos”

Lewis Hamilton chega ao Canadá, para a sétima etapa da temporada 2017 da F1, com 25 pontos de atraso para Sebastian Vettel e, por isso, considera a Ferrari a equipe favorita. Ainda assim, confia nas atualizações da Mercedes para voltar ao rendimento habitual

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

25 pontos atrás de Sebastian Vettel no campeonato, Lewis Hamilton chegou ao Canadá, para a sétima etapa da F1, apontando a Ferrari como favorita. O inglês entende que a esquadra italiana vem se mostrando muito mais veloz em todas as pistas e que, em Montreal, isso não parece que vai mudar. Porém, o tricampeão confia nas soluções encontradas pela Mercedes e acredita que as dificuldades de fazer funcionar os pneus ultramacios não são uma dificuldade exclusiva do carro prata.

 
"Estes pneus são um campo novo para todos. Às vezes, você se sai bem e outras vezes não", disse o inglês aos jornalistas no circuito Gilles Villeneuve, nesta quinta-feira (8). "A Ferrari parece muito rápido e eles são os favoritos", continuou.
 
"Mas nós estamos trabalhando muito forte para resolver os problemas das últimas corridas. Fizemos algumas análises e percebemos que mesmo com carros iguais, há diferenças em termos de temperatura (pneus). Mas espero que, com as peças únicas que temos para essa corrida e que podem funcionar bem, possamos superá-los aqui. É uma pista exigente e agressiva", completou Hamilton.
Lewis Hamilton atendeu à imprensa nesta quinta no Canadá (Foto: Reprodução/F1)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lewis também lembrou a primeira vitória na F1, que aconteceu justamente no Canadá, em seu ano de estreia no Mundial, em 2007. "Eu não percebi nenhuma grande mudança em Valtteri (Bottas) depois da primeira vitória, mas, para mim, depois que venci, foi um grande impulso", afirmou.

 
"Por isso, Montreal sempre incrível para mim. Eu tive uma grande experiência ao vencer pela primeira vez e lembro de ficar no pódio e olhando o pai lá embaixo, foi um orgulho enorme. Ainda é uma grande emoção", acrescentou o piloto.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP do Canadá AO VIVO e em TEMPO REAL, com livetiming e gráfico interativo.
 
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube