Hamilton fala em calor “matador para o carro” e prevê luta contra Red Bull na Espanha

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do segundo treino livre, mas terminou o dia em segundo, sendo ligeiramente superado por Valtteri Bottas. O hexacampeão acredita que, em ritmo de corrida, a Red Bull está perto da Mercedes. Uma das preocupações do britânico é o forte calor em Barcelona

A sexta-feira (14) que abriu o fim de semana do GP da Espanha de Fórmula 1 teve uma Mercedes dominante, como tem sido de costume em 2020. Pela manhã, Valtteri Bottas foi o mais rápido ao cravar 1min16s875. No período da tarde, nas mesmas condições climáticas em que vão ser disputadas a classificação e a corrida em Barcelona, Lewis Hamilton anotou 1min16s883, com o finlandês completando a nova dobradinha da equipe de Brackley.

Em cenário muito diferente do frio registrado durante os testes de pré-temporada, em fevereiro e março, ou mesmo na época em que o GP da Espanha habitualmente é disputado, até a segunda semana de maio, a corrida neste incomum 2020 é realizada em pleno verão europeu. A temperatura ambiente nesta sexta-feira passou dos 30ºC, enquanto no asfalto os termômetros apontaram 50ºC.

“Definitivamente, foi muito difícil. É o dia mais quente que tivemos”, descreveu o hexacampeão mundial pouco depois dos trabalhos do dia. “Acho que não cheguei a estar na Espanha assim quente desse jeito. Geralmente estamos aqui em fevereiro e março, ou no começo de maio. O tempo está lindo, mas é matador para o carro e muito difícil para os pneus também”, ressaltou.

O calor é uma das preocupações de Lewis Hamilton neste fim de semana em Barcelona (Foto: Mercedes)

“Mas foi um dia ok. Foi um bom dia”, complementou o piloto da Mercedes.

Ainda que a Mercedes tenha sido 0s8 mais rápida que a Red Bull no segundo treino, Hamilton acredita que a rival taurina, leia-se Max Verstappen, vai ser uma concorrente direta à vitória no domingo, assim como foi no GP dos 70 Anos, disputado na semana passada e que teve o holandês como vencedor.

“Particularmente, a segunda sessão foi melhor para mim e, nas simulações de corrida parece que estamos muito próximos da Red Bull, então acho que vai ser uma corrida bem disputada”, analisou o piloto.

Ainda que os pneus não tenham apresentado nesta sexta-feira o mesmo desgaste visto nos dois últimos finais de semana em Silverstone, Hamilton se mostrou reticente em falar sobre o consumo apresentado pelos compostos nesta abertura dos trabalhos na Catalunha.

“Acho que a temperatura definitivamente vai mascarar muitas coisas. Os pneus não estão felizes nessas condições, então você simplesmente escorrega com os pneus superaquecidos. Não vi bolhas, mas também não vimos bolhas na sexta-feira passada. De modo que não dá para dizer muito. Parece ok”, resumiu.

“Em ritmo de corrida não parece tão ruim. Não sei o quanto mais poderíamos avançar e o quanto avançou a Red Bull na comparação com a gente. É isso que vai definir se vamos para uma ou duas paradas neste fim de semana”, complementou o líder do Mundial de Pilotos em 2020.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado a partir de 7h (de Brasília) em Barcelona com o terceiro treino livre, enquanto a sessão que vai definir o grid de largada está marcada para 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar