F1

Hamilton fatura pole em dia de azar de Leclerc e Vettel na Alemanha

A Ferrari se colocou como grande favorita à pole neste sábado em Hockenheim, mas teve uma classificação marcada pelo azar. Sebastian Vettel sequer marcou tempo no Q1, enquanto Charles Leclerc não saiu dos boxes no Q3. Pole-position para Lewis Hamilton em dia de festa para a Mercedes

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
Tudo indicava que a Ferrari lutaria ferozmente pela pole-position do GP da Alemanha, com Charles Leclerc despontando como grande favorito. Mas tudo desmoronou como um castelo de cartas em dois golpes de puro azar para a equipe de Maranello. Primeiro, Sebastian Vettel sequer conseguiu deixar os boxes no Q1 por conta de problemas no turbo. Depois, no Q3, Leclerc desceu do carro e decretou a terrível jornada da Ferrari neste sábado (27) em Hockenheim. Aí ficou fácil para Lewis Hamilton garantir a pole-position, a 87ª da sua laureada carreira na F1. Hamilton cravou 1min11s767 em sua melhor volta, feita ainda na primeira tentativa no Q3. 

Max Verstappen e Valtteri Bottas lutaram pelo segundo lugar no grid. Melhor para Verstappen, que ficou 0s346 atrás de Hamilton. O finlandês vai largar em terceiro, dividindo a segunda fila com a outra Red Bull, de Pierre Gasly.

Kimi Räikkönen, em grande apresentação com a Alfa Romeo, se garantiu na quinta colocação. O veterano 'Homem de Gelo' deixou para trás a Haas de Romain Grosjean, que conseguiu encaixar uma boa volta para se colocar em sexto no grid. Carlos Sainz parte em sétimo na corrida com a McLaren, à frente da Racing Point de Sérgio Pérez. Nico Hülkenberg, da Renault, vai dividir a quinta fila com um frustrado Leclerc, que teve tudo para garantir a pole neste sábado.
Em sábado de azar para a Ferrari, Lewis Hamilton marca pole na Alemanha (Foto: Mercedes)
O GP da Alemanha tem largada marcada para 10h10 (horário de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.

Saiba como foi a classificação do GP da Alemanha de F1

Q1: Vettel e o inferno astral sem fim; Stroll finalmente vai ao Q2

Com céu parcialmente nublado, mas sem a ameaça de chuva, o Q1 começava com 28ºC de temperatura ambiente e 45ºC no asfalto, cenário climático bem diferente da sauna que foi Hockenheim na sexta-feira. 

Antes mesmo de abrir sua primeira volta rápida, Sebastian Vettel relatou um problema no carro e ficou lento, tendo de recolher para os boxes para a Ferrari verificar o que de fato estava acontecendo. "Perdi potência, temos de ver", reclamou o tetracampeão diante de um inferno astral que parece não ter fim. Uma falha no turbo decretou o fim da participação de Vettel e a sequência de uma interminável má fase.

Sem problemas, Max Verstappen e, em seguida, Charles Leclerc, se colocaram na primeira posição. O monegasco anotou 1min12s229, o melhor tempo do fim de semana até então. As Mercedes registraram seus tempos iniciais pouco depois. Lewis Hamilton fez uma primeira volta bem ruim. Bottas foi melhor, mas não tanto, subindo para quarto, 0s846 atrás de Leclerc. Até a volta de Kimi Räikkönen era mais rápida que a do finlandês.
Sebastian Vettel viveu mais uma frustração na temporada 2019 da F1 (Foto: F1/Twitter)
Na segunda passagem, Hamilton se colocou em terceiro, porém com tempo bem atrás do de Leclerc ao registrar 1min13s825. O pentacampeão estava garantido no Q2. Robert Kubica, George Russell, Lando Norris e Alexander Albon estavam na zona da eliminação, além de Vettel, que não voltou à pista. E Lance Stroll, depois de 14 eliminações seguidas, estava até à frente de Sérgio Pérez e parecia ter assegurada sua ida à segunda parte da sessão.

Tem confusão? Então tem Romain Grosjean. Mesmo sem ter culpa, o franco-suíço quase foi envolvido em uma batida no pit-lane depois de a Toro Rosso mandar Daniil Kvyat para a pista, e o piloto da Haas por pouco não o acertou.

Stroll finalmente quebrou a sequência inglória e passou para o Q2. Ficaram pelo caminho Norris, Albon, Russell e Kubica, além de Vettel.

Q2: Hamilton é mais rápido que Leclerc e Verstappen enfrenta problemas, mas passa

O segundo segmento da classificação começou com a dupla da Mercedes e Leclerc usando pneus médios, com estratégia clara focando no início da corrida. Hamilton foi o primeiro a virar volta rápida no Q2 e marcou 1min12s149, com Bottas 0s338 mais lento. Leclerc teve de fazer outra tentativa para se colocar entre os dez primeiros. Mesmo com tráfego intenso na pista, o monegasco fez, na segunda volta do pneu, 1min12s344, 0s195 atrás de Hamilton. A primeira volta foi eliminada porque o jovem excedeu os limites da pista.

Quem se colocou entre os carros da Mercedes e Leclerc no Q2 foi Pierre Gasly, que conseguiu fazer sua melhor volta com os pneus macios e subiu para terceiro. Já a outra Red Bull, de Verstappen, enfrentava problemas com falta de potência do motor. O holandês seguia nos boxes e só foi marcar tempo quando restavam menos de cinco minutos para o fim do Q2. Verstappen foi mais lento que Gasly, mas conseguiu se garantir no Q3.
Lance Stroll fez seu primeiro Q2 na temporada. Mas foi Sérgio Pérez quem avançou ao Q3 (Foto: Racing Point)
No fim, Bottas ainda melhorou um pouco seu tempo e subiu para quarto, deixando Verstappen em quinto. A surpresa foi a grande volta de Kimi Räikkönen, que colocou a Alfa Romeo em sexto. Carlos Sainz, Nico Hülkenberg, Romain Grosjean e Sérgio Pérez completaram a lista dos pilotos que foram à fase final da sessão.


Q3: Azar inacreditável da Ferrari ajuda Mercedes. Hamilton é pole em Hockenheim

Definitivamente, não foi mesmo o dia da Ferrari. Enquanto Hamilton voava na pista ao marcar 1min11s767, Leclerc descia do carro e ficava fora, confirmando uma jornada marcada pelo azar pouco depois do revés de Vettel.

Assim, Hamilton caminhou fácil para a pole-position. Verstappen conseguiu encaixar bela volta, superou Bottas e ficou 0s346 atrás do #44 da Mercedes. E Gasly aparecia em quarto com a outra Red Bull, já que as duas Ferrari estavam definitivamente fora de combate.

Na última tentativa de volta, nenhum dos melhores colocados melhorou, o que decretou a pole de Hamilton na Alemanha. O grande destaque dentre os pilotos do pelotão intermediário foi Kimi Räikkönen, que colocou a Alfa Romeo em quinto lugar no alinhamento da 11ª etapa da temporada 2019 da F1.

F1 2019, GP da Alemanha, Hockenheim, treino de classificação:

1 L HAMILTON Mercedes   1:11.767  
2 M VERSTAPPEN Red Bull Honda   1:12.113 +0.346
3 V BOTTAS Mercedes   1:12.129 +0.362
4 P GASLY Red Bull Honda   1:12.180 +0.413
5 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari   1:12.538 +0.771
6 R GROSJEAN Haas Ferrari   1:12.851 +1.019
7 C SAINZ JR McLaren Renault   1:12.897 +1.084
8 S PÉREZ Racing Point Mercedes   1:13.065 +1.130
9 N HÜLKENBERG Renault   1:13.126 +1.298
10 C LECLERC Ferrari      
11 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari   1:12.786 +1.019
12 K MAGNUSSEN Haas Ferrari   1:12.789 +1.022
13 D RICCIARDO Renault   1:12.799 +1.032
14 D KVYAT Toro Rosso Honda   1:13.135 +1.368
15 L STROLL Racing Point Mercedes   1:13.450 +1.683
16 L NORRIS McLaren Renault   1:13.333 +1.566
17 A ALBON Toro Rosso Honda   1:13.461 +1.694
18 G RUSSELL Williams Mercedes   1:14.721 +2.954
19 R KUBICA Williams Mercedes   1:14.839 +3.072
20 S VETTEL Ferrari      
    Tempo 107%   1:16.791 +5.024
           
REC S VETTEL Ferrari   1:11.212 21/07/2018
MV K RÄIKKÖNEN McLaren Mercedes   1:13.780 25/07/2004


 
Paddockast #26
Acidentes que alteraram carreiras


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.