Hamilton lidera TL1 no México. Com pneus médios, Leclerc fica 0s1 atrás

O primeiro treino do fim de semana no Autódromo Hermanos Rodríguez alternou momentos de marasmo com outros bem movimentados. As três principais equipes da F1, Mercedes, Ferrari e Red Bull, chegaram a liderar a sessão. No fim das contas, o mais rápido da manhã foi Lewis Hamilton, com pneus macios. Mas Charles Leclerc se destacou com os compostos médios

O primeiro treino livre do fim de semana do GP do México começou bastante morno, mas teve seus momentos de animação nesta manhã de sexta-feira (25) no Autódromo Hermanos Rodríguez. É bem verdade que a sessão pegou no breu mesmo após 30 minutos, e daí em diante o que se viu foi um equilíbrio de forças entre as três melhores equipes do grid. Mercedes, Ferrari e Red Bull chegaram a liderar a tabela de tempos antes de Lewis Hamilton garantir o melhor tempo do TL1: 1min17s327. 

Entretanto, o melhor tempo registrado pelo pentacampeão foi com pneus macios. Já o segundo colocado nesta manhã, Charles Leclerc, chamou a atenção por ter virado apenas 0s119 mais lento que Hamilton, só que com os compostos médios. E Max Verstappen, vencedor do GP do México nos dois últimos anos, completou a trinca deste primeiro treino livre na capital mexicana. Alexander Albon, companheiro de equipe de Max na Red Bull, foi o quarto, enquanto Valtteri Bottas, vencedor do GP do Japão, há quase duas semanas, competou o top-5.

Lewis Hamilton foi o mais rápido desta manhã de treino livre 1 no México (Foto: Mercedes)

Sebastian Vettel cometeu seus erros aqui e ali, ficou longe da performance exibida por Leclerc e foi apenas o sexto. 'Melhor do resto' no Mundial de Pilotos, Carlos Sainz garantiu uma boa sétima posição, colocando a McLaren à frente das Toro Rosso de Pierre Gasly e Daniil Kvyat. Antonio Giovinazzi levou a Alfa Romeo à décima colocação, enquanto o ídolo local, Sergio Pérez, ficou em um decepcionante 17º lugar, atrás até mesmo de Lance Stroll.

O segundo treino livre do GP do México começa logo mais, às 16h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.

Saiba como foi o primeiro treino livre do GP do México

Por conta da chuva que deu as caras durante a noite e a madrugada, o primeiro treino livre do fim de semana começou com a pista ainda bem úmida em alguns trechos. Alguns pilotos fizeram uso dos pneus intermediários para completar as voltas de instalação, enquanto outros optaram pelos slicks. A novidade era a presença de Nicholas Latifi no lugar de Robert Kubica na Williams pela manhã. Com a saída já anunciada do polonês ao fim da temporada, o canadense desponta como principal candidato a ficar com a vaga em 2020.

Mas os primeiros minutos foram bem mornos e quase sem atividades. A transmissão oficial da F1 se esforçava em manter o ânimo do espectador e mostrava detalhes técnicos dos carros, como mudanças nas coberturas do motor dos carros da Ferrari e Mercedes, além de uma espécie de asa em T instalada na traseira da Red Bull.

O começo do treino foi de pouca ação no Autódromo Hermanos Rodríguez (Foto: McLaren)

Depois de longos minutos de um verdadeiro marasmo, o treino só 'pegou no breu' mesmo a partir de 24 minutos. Latifi, com 1min24s463, abriu a tabela de tempos, mas não demorou muito para dar a lógica e o canadense ser desbancado da liderança. Valtteri Bottas assumiu a ponta depois de reportar que a pista estava "escorregadia, porém seca".

Aí o treino finalmente ficou mais animado com a presença de vários carros na pista. Vettel chegou a assumir a ponta com a Ferrari, mas a Mercedes voltou a comandar a tabela. Primeiro com Bottas, novamente, e depois com Lewis Hamilton. Até que Max Verstappen, vencedor do GP do México nos dois últimos anos, marcou 1min19s035, com pneus macios, para tomar a liderança da sessão. O que não durou muito tempo, já que Lewis deu o troco ao virar 0s031 mais rápido que o holandês.

Kimi Räikkönen acelera pouco depois de ter completado 40 anos (Foto: Alfa Romeo)

A manhã se mostrava bem equilibrada e com uma boa alternância de pilotos na ponta. Quem assumia a liderança, com 54 minutos para o fim, era a Ferrari de Charles Leclerc, que marcava 1min18s849. E ao mesmo tempo em que a sessão se desenrolava, alguns pilotos sofriam com a falta de aderência e escapavam, com a maior incidência de erros em dois setores: no fim da reta e antes da entrada do estádio Foro Sol.

O silêncio na pista voltou a reinar quando os pilotos voltaram para os boxes para entregar o jogo extra de pneus antes da retomada da sessão. Quando os carros deixaram os boxes, estavam cerca de 35 minutos para a bandeira quadriculada. Foi neste momento que Alexander Albon encaixou grande volta para ser o novo líder com 1min17s949 a bordo da Red Bull.

Lance Stroll bate na saída do estádio e causa bandeira vermelha nesta manhã (Foto: Reprodução)

Com menos de meia hora para o fim, Lance Stroll escapou na saída do estádio e acertou a barreira de proteção. O canadense conseguiu acelerar e voltar para os boxes, mas a direção de prova acionou a bandeira vermelha.

A bandeira verde voltou a ser acionada quando restavam 20 minutos para o fim. A saída do pit-lane foi tomada por vários carros, que buscavam aproveitar ao máximo o tempo restante de pista nesta manhã. Kimi Räikkönen e Carlos Sainz, por exemplo, logo encaixaram voltas rápidas e pularam para o grupo dos primeiros colocados.

Quem também melhorou bem seu tempo foi Hamilton, que superou Albon em 0s6 e retomou a liderança com 1min17s327 com pneus macios. Nesse tempo, Vettel enfrentava tráfego pesado e por muito pouco não acertou a traseira do carro de Verstappen. Seb ficou longe de superar Hamilton, mas o holandês fez uma volta muito boa para se colocar em segundo, mostrando a boa performance da Red Bull. Max ficou 0s145 do tempo do pentacampeão.

O segundo lugar de Verstappen durou apenas alguns segundos. Isso porque Leclerc também fez um bom tempo e desbancou a Red Bull com pneus médios. O piloto da Ferrari virou apenas 0s119 mais lento que a marca de Hamilton, que também cravou seu melhor tempo com os macios, fechando assim a manhã de trabalhos de pista da F1 no México.

F1 2019, GP do México, Hermanos Rodríguez, treino livre 1:

1 L HAMILTON Mercedes 1:17.327   25
2 C LECLERC Ferrari 1:17.446 +0.119 23
3 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:17.461 +0.134 17
4 A ALBON Red Bull Honda 1:17.919 +0.592 21
5 V BOTTAS Mercedes 1:18.005 +0.678 25
6 S VETTEL Ferrari 1:18.218 +0.891 20
7 C SAINZ JR McLaren Renault 1:18.401 +1.074 21
8 P GASLY Toro Rosso Honda 1:18.593 +1.266 23
9 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:18.835 +1.508 27
10 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:18.959 +1.632 22
11 N HÜLKENBERG Renault 1:19.011 +1.684 22
12 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:19.013 +1.686 22
13 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:19.205 +1.878 22
14 L NORRIS McLaren Renault 1:19.299 +1.972 23
15 D RICCIARDO Renault 1:19.499 +2.172 23
16 L STROLL Racing Point Mercedes 1:19.679 +2.352 21
17 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:19.717 +2.390 23
18 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:19.850 +2.523 22
19 G RUSSELL Williams Mercedes 1:20.548 +3.221 26
20 N LATIFI Williams Mercedes 1:21.566 +4.239 30
    Tempo 107% 1:22.740 +5.413  
           
REC D RICCIARDO Red Bull TAG Heuer 1:14.759 27/10/2019  
MV V BOTTAS Mercedes 1:18.741 28/10/2019  

Paddockast #39
O MELHOR SEM TÍTULO DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube