Hamilton mostra confiança na Mercedes, mas aponta Ferrari como mais rápida e favorita em 2017

Lewis Hamilton acredita que a Mercedes possa manter o protagonismo na F1 mesmo diante da grande mudança no regulamento técnico em 2017. Mas o tricampeão mundial não tem dúvidas em apontar a Ferrari como a favorita ao título, ao menos neste momento. O britânico se mostrou curioso para ver o real potencial da Red Bull e ainda clamou por um carro competitivo para seu ex-rival, Fernando Alonso

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A temporada 2017 do Mundial de F1 começa com muitas perguntas. Talvez a principal delas é: a Mercedes vai continuar dominando a categoria mesmo em meio a tantas mudanças o regulamento técnico? Lewis Hamilton acredita que sua equipe tem total capacidade para se manter no topo do esporte, mas entende que, neste momento, a Ferrari abre o campeonato como a equipe a ser batida na F1.

 
“Eu vejo a Ferrari sendo mais rápida. Posso dizer que Seb [Sebastian Vettel] está ‘escondendo o jogo’. Eles definitivamente são os favoritos. Vamos ver neste fim de semana”, declarou o tricampeão do mundo durante a primeira entrevista coletiva oficial da F1 na temporada 2017, nesta quinta-feira (23), em Melbourne, palco do GP da Austrália de F1.
 
Hamilton também falou sobre a curiosidade a respeito do rendimento da Red Bull, equipe que não impressionou nos testes de pré-temporada, mas tem uma notória capacidade de recuperação, como a temporada passada mostrou. “E estou ansioso para ver o que a Red Bull trouxe para cá, já que eles estavam muito atrás. Nós não vimos eles trazendo muitas atualizações”, observou.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Lewis Hamilton nesta quinta-feira em Melbourne (Foto: F1/Twitter)
No fim das contas, Lewis deixou claro que confia na força de trabalho da Mercedes para se manter no topo da F1 mesmo com tantas mudanças, já que os carros desta temporada são muito diferentes em relação aos últimos anos.
 
“É bom estar de volta. O desafio de explorar esses novos carros é ótimo e é mais na direção do que a F1 deveria ser”, destacou o piloto de 32 anos.
 
“Nenhuma equipe conquistou títulos na esteira de uma grande mudança nas regras. Então estamos aqui para vencer e fazer algo que ninguém jamais fez. Tenho toda a esperança de que minha equipe pode fazer isso”, disse.
 
Lewis disse estar ansioso para ver um campeonato mais equilibrado e com carros mais empolgantes, mas lembrou que também gostaria de ver uma batalha entre os melhores. O britânico expressou o desejo de ver Fernando Alonso, seu grande rival há dez anos na McLaren, voltando a contar com um carro verdadeiramente vencedor para que o bicampeão possa lutar entre os grandes da F1.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Eu acho que os fãs querem ver uma corrida mais apertada, mas entre todos nós aqui. Nós precisamos que Fernando tenha um bom carro. Vocês querem ver a competição entre os melhores na F1, é isso o que os fãs querem ver. Eles querem ver competitividade”, argumentou o tricampeão do mundo.

 
O GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.
 

PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube