Hamilton prevê dificuldades com restrições de comunicação via rádio e avisa: “Vocês vão ver adesivos no carro”

Lewis Hamilton previu dificuldades com as novas restrições à comunicação entre equipes e pilotos. Britânico destacou que é difícil memorizar todas as coisas e avisou que vai colocar adesivos no carro

Lewis Hamilton acredita que a restrição maior sobre as comunicações via rádio na F1 vão trazer dificuldades extras no GP da Austrália. A prova de Melbourne abre a temporada 2016 neste fim de semana.
 
A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) limitou a quantidade de informações que são passadas ao piloto pelo time em uma tentativa de deixar os competidores mais no comando da situação.
Lewis Hamilton lamentou que os limites à comunicação não sejam somente relativos ao desempenho do carro (Foto: Getty Images)
Às vésperas do início do Mundial, Hamilton afirmou que não é completamente favorável as mudanças, uma vez que acredita que as restrições deveriam ser apenas referentes à performance do carro.
 
“É uma coisa que ainda está em curso, mas o tempo que passamos na fábrica e na pista foi realmente tentando entender o que esse banimento significaria em termos do que eles podem ou não dizer para nós”, disse Lewis. “É uma grande mudança. Quer eu concorde ou não com todas as implicações, acho que, definitivamente, vai deixar tudo muito mais difícil”, opinou.
 
“Nós temos de memorizar muito mais coisas, tem muitos processos diferentes e sequências pelas quais temos de passar no carro. Nós apenas temos de descobrir uma maneira de tentar lembrar disso”, ponderou. “Então às vezes vocês vão ver adesivos no carro ou no volante, porque tem literalmente muita coisa e algumas delas não são em beneficio de melhorar o ritmo do nosso carro ou algo assim, é só para manter o carro rodando, porque é muito técnico”, justificou.
 
“Então é por isso que eu digo que não concordo com algumas das coisas, porque é irrelevante para o ritmo carro ou para os espectadores, mas acho que a ideia provavelmente é uma coisa boa e vocês vão ver isso evoluir ao longo das corridas”, considerou. “Provavelmente, nós todos teremos alguma maneira ou forma de dificuldade na primeira corrida, mas nós tentamos nos preparar da melhor forma possível”, concluiu.
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube