F1
23/03/2018 03:30

Hamilton reafirma domínio e fecha sexta-feira na frente na Austrália. Verstappen é segundo, e Haas é ‘melhor do resto’

Se ainda havia alguma dúvida sobre a força da Mercedes perante as rivais, certamente não há mais. Lewis Hamilton dominou a sexta-feira de treinos livres na Austrália, enquanto a Red Bull confirmou ser a segunda força no momento. A McLaren andou bem, mas foi a Haas, com Romain Grosjean, a melhor do segundo pelotão
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Lewis Hamilton (Foto: AFP)

O primeiro dia de treinos livres para o GP da Austrália confirmou que Lewis Hamilton abre a temporada 2018 da F1 como o homem a ser batido. O tetracampeão do mundo dominou os trabalhos desta sexta-feira (23) no circuito de Albert Park, em Melbourne, e foi o mais rápido não apenas na primeira, mas também na segunda sessão, no fim desta tarde australiana. Com pneus ultramacios, o britânico levou a Mercedes à ponta da tabela de tempos com 1min23s931 em sua melhor passagem. Mas cabe destacar, também, a excepcional performance da Red Bull com Max Verstappen. O holandês mostrou a força do novo RB14 desde o início das atividades e fechou o dia apenas 0s127 atrás de Hamilton, mostrando que os taurinos começam a temporada com vantagem em relação à Ferrari e mais próximos da Mercedes.

Verstappen se posicionou entre Hamilton e Valtteri Bottas, o terceiro colocado desta tarde. A melhor Ferrari foi a de Kimi Räikkönen, que fechou em quarto, logo à frente de Sebastian Vettel. Outro grande nome da sessão foi Romain Grosjean. Com uma Haas definitivamente bem-nascida, o franco-suíço arantiu o sexto lugar, desbancando a Red Bull de Daniel Ricciardo. Um resultado um tanto irreal, já que o dono da casa perdeu sua volta rápida com os ultramacios durante a única bandeira vermelha do dia — um inusitado rompimento de um cabo de cronometragem na linha de chegada.
Lewis Hamilton confirmou o domínio e foi o grande nome da sexta-feira em Melbourne (Foto: Australian Grand Prix/Twitter)
Ainda assim, Grosjean conseguiu ser 'o melhor do resto', batendo a McLaren de Fernando Alonso, oitavo. A Haas colocou outro carro no top-10, de Kevin Magnussen, em nono. E Stoffel Vandoorne, companheiro de equipe de Alonso, voltou a completar o top-10.

A F1 retoma os trabalhos de pista neste sábado, que promete ser de muita chuva, a partir de 0h (horário de Brasília) com o terceiro treino livre. A definição do grid de largada está marcada para 3h. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades de pista do GP da Austrália no fim de semana.
”RECOMEÇA A BRIGA”

MERCEDES COMEÇA TEMPORADA AINDA À FRENTE DA FERRARI
Saiba como foi o segundo treino livre do GP da Austrália

Levou pouco mais de três minutos para o primeiro carro deixar os boxes e abrir pra valer o segundo treino livre: Kevin Magnussen com a Haas que foi bem — mas com Romain Grosjean — na primeira sessão, puxou a fila, com o próprio Grosjean, Sebastian Vettel, Kimi Räikkönen e Brendon Hartley abrindo o terreno para os demais em seguida. Consequentemente, o dinamarquês foi o primeiro a registrar tempo durante a tarde: 1min27s412, marca que logo foi batida.

Vettel acelerava com os pneus macios, enquanto Räikkönen tinha sua Ferrari calçada com os supermacios. Era o finlandês quem tomava a liderança provisória dos tempos com 1min25s566, cerca de 0s6 abaixo da primeira boa marca estabelecida pelocompanheiro de equipe. Mas logo a Ferrari foi desbancada pela ótima Red Bull de Max Verstappen, que usava pneus macios. Até que a Mercedes estabeleceu a verdade e fez 1-2 com Hamilton na frente — com 1min24s569 — e Bottas em segundo. Hamilton usou os supermacios e seu parceiro de equipe, os macios.
Bottas foi um dos pilotos a escapar na curva 3 em Melbourne (Foto: F1/Twitter)
Fernando Alonso vinha em sétimo, recuperando-se de uma manhã complicada, mas tinha problemas com o tráfego e escapava na pista, o mesmo problema enfrentado por Esteban Ocon e Bottas na curva 3. O finlandês passou reto na curva 3 para evitar um choque com a Ferrari do compatriota Räikkönen.

Hamilton conseguiu melhorar seu tempo, ainda na primeira meia hora de sessão, com 1min24s385. Mas a Red Bul se mostrava bem forte e bastante próxima. Verstappen, que conseguia ter desempenho superior ao de Daniel Ricciardo, aparecia em segundo com marca apenas 0s016 atrás de Lewis. Alonso caía para oitavo porque Carlos Sainz fazia grande volta para colocar a Renault em sexto. Com pneus macios, o espanhol conseguia obter uma performance melhor em relação a Nico Hülkenberg, que tinha o 11º tempo, mas com os supermacios.
Carlos Sainz despontou como um dos grandes destaques do segundo treino (Foto: Renault)
Ao fim da primeira meia hora de sessão, a Ferrari finalmente colocava seus carros na pista com os pneus ultramacios. Na sua primeira volta rápida, Vettel subiu para terceiro com 1min24s460, 0s075 mais lento que Hamilton, que tinha seu melhor tempo com os supermacios, e Verstappen, com os macios. A Ferrari a tomar a liderança foi a de Räikkönen, com 1min24s214.

Só que as Mercedes também estavam na pista com os ultramacios. E Hamilton respondeu prontamente com 1min23s931. 0s283 mais rápido que o 'Homem de Gelo', que também foi batido por Bottas em seguida. Restava ver qual seria o desempenho da Red Bull com os ultramacios.

Na sua primeira volta com os pneus roxos, Verstappen virou a melhor parcial no terceiro setor e subiu novamente para segundo, inclusive desbancando o tempo de Bottas. Max ficou a apenas 0s127 de Hamilton. Quem também melhorava com os ultramacios era Alonso, que voltava à sétima posição, o posto de 'melhor do resto' à frente de Sainz e Hülkenberg. E Brendon Hartley aparecia num bom décimo lugar. Só que a ordem no segundo pelotão mudou depois da ótima volta de Romain Grosjean, que encaixou a Haas em sexto lugar.
Um cabo de cronometragem rompido na linha de chegada gerou a bandeira vermelha nesta tarde (Foto: Reprodução)

Durante as voltas rápidas de pilotos como Lance Stroll e Ricciardo — que vinha para voltar ao grupo dos seis primeiros —, a direção de prova acionou a bandeira vermelha. Foi uma paralisação inusitada e ocorrida em virtude de um rompimento de cabo de cronometragem na linha de chegada. Mas foi uma interrupção breve, e logo a sessão foi retomada.

Na retomada da sessão para os 35 minutos finais, a maior parte dos pilotos deixou os boxes com os pneus ultramacios. Logo a ordem dos dez primeiros mudava novamente, com Kevin Magnussen subindo de último para nono, entre as McLaren de Alonso e Stoffel Vandoorne. Ao menos durante o treino, a Haas confirmava o bom trabalho exibido nos testes de inverno.

Na fase final da sessão, as equipes dedicaram boas voltas em simulação de corrida, de modo que os tempos aferidos foram bem mais altos e não houve mudanças significativas na tabela de tempos. Vettel, Ricciardo e Hamilton, principalmente, mostraram tempos mais constantes durante as simulações. Pouco depois, com o cronômetro zerado, o fim do treino confirmou o domínio de Lewis Hamilton e uma Red Bull bem próxima à Mercedes — e à frente da Ferrari — na abertura dos trabalhos em Melbourne. Para sábado, a expectativa é de chuva para a definição do grid de largada no belo circuito de Albert Park.

F1 2018, GP da Austrália, Albert Park, treino livre 2: 

1   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:23.931   34
2   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:24.058 +0.127 34
3   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:24.159 +0.228 32
4   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:24.214 +0.283 37
5   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:24.451 +0.520 36
6   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:24.648 +0.717 32
7   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:24.721 +0.790 28
8   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Renault 1:25.200 +1.269 27
9   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:25.246 +1.315 29
10   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Renault 1:25.285 +1.354 32
11   55 Carlos SAINZ JR ESP Renault 1:25.390 +1.459 33
12   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:25.413 +1.482 29
13   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:25.463 +1.532 33
14   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:25.543 +1.612 31
15   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:25.888 +1.957 32
16   28 Brendon HARTLEY NZL Toro Rosso Honda 1:25.925 +1.994 40
17   10 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Honda 1:25.945 +2.014 37
18   35 Sergey SIROTKIN RUS Williams Mercedes 1:25.974 +2.043 36
19   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:26.814 +2.883 29
20   16 Charles LECLERC MCO Sauber Ferrari 1:26.815 +2.884 34
          Tempo 107% 1:29.806 +5.875  
                 
Recorde Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:22.188 25/03/2017  
Melhor volta Michael SCHUMACHER ALE Ferrari 1:24.125 07/03/2004