F1

Hamilton revela que falta de ritmo na Áustria foi causada por superaquecimento

Lewis Hamilton já sabia que o ritmo da Mercedes no GP da Áustria não seria tudo aquilo, consequência de superaquecimento no carro. O britânico esteve longe de ter a corrida dos sonhos, terminando em quinto após largar em quarto

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
O calor austríaco deste domingo (30) não casou bem com a Mercedes de Lewis Hamilton. O britânico cruzou a linha de chegada em quinto no GP da Áustria, sem se destacar muito. De acordo com Hamilton, a falta de ritmo foi consequência de um problema grave: o superaquecimento do W10, que não rendeu de acordo com o esperado.
 
Hamilton indicou que a Mercedes já contava com problemas de superaquecimento. O problema é que o dia na Áustria foi ainda mais quente do que se imaginava, com a temperatura do asfalto se aproximando dos 60ºC ao longo do GP.
 
“Não tivemos o dia mais fácil, sabíamos desde antes de a corrida começar que poderíamos estar em apuros”, disse Hamilton. “Superaquecimento acabou sendo um problema bem grande para nós hoje. Acho que tínhamos bom ritmo, o carro pareceu bom, mas simplesmente não conseguíamos correr por conta do superaquecimento. Isso limitou nosso carro nesse fim de semana, mas os outros não sofreram tanto quanto nós, então precisamos ver isso e tentar resolver. Ainda vamos ter mais corridas quentes, como em Budapeste, então precisamos entender isso. Se não conseguirmos, podemos ter algumas corridas difíceis”, seguiu.
Lewis Hamilton não conseguiu fazer muito na Áustria (Foto: Mercedes)
Sem ritmo, Hamilton não conseguiu partir para a ofensiva após largar em quarto. Para completar, o britânico ainda perdeu tempo com uma troca de asa dianteira, já que a original ficou danificada ao longo da corrida.
 
“Eu também danifiquei minha asa dianteira nas zebras, então precisamos trocar, o que nos custou tempo. Foi simplesmente um daqueles dias difíceis no escritório. Ao menos consegui alguns bons pontos com um quinto lugar”, encerrou.
 
O lado positivo é que Hamilton segue líder da F1 – e com certa folga. Valtteri Bottas não teve um dia tão melhor, aparecendo em quinto, o que evitou uma aproximação dos dois pilotos na briga pelo título.
 


Paddockast #23
Lágimas em Le Mans




Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.