Hamilton ‘rouba’ anel das 500 Milhas de Indianápolis de Sato no pódio e faz fãs da Indy sonharem: “Deixa ver se vale a pena”

Takuma Sato, vencedor das 500 Milhas de Indianápolis desta temporada, foi o responsável por entrevistar Lewis Hamilton, vencedor do GP do Japão, no pódio. E a oportunidade mostrou-se perfeita para o britânico animar quem gosta da Indy: ele colocou o anel de vencedor do japonês no dedo e brincou sobre correr a prova americana

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

O pódio de Suzuka viu os tradicionais sorrisos de Daniel Ricciardo, Max Verstappen feliz com a ótima corrida feita e Lewis Hamilton, é claro, celebrando a quase certeza de título. Mas também proporcionou uma cena curiosa e marcante, muito além dos jorros de champanhe.

Takuma Sato, ex-piloto da F1 e atual vencedor das 500 Milhas de Indianápolis na Indy, foi o indicado pela organização da prova para comandar as entrevistas no pódio. Quando foi falar com Hamilton, fez os fãs da Indy sonharem com um futuro especial.

Hamilton "roubou" o anel de vencedor da corrida americana de Sato, testou em seu dedo e disse algo para quem gosta da categoria manter na cabeça por muito tempo.

"Deixa eu ver se vale a pena ir para lá e tentar um dia…", brincou, mostrando o anel para a torcida.

Lewis Hamilton com o anel de vencedor da Indy 500 de Takuma Sato (Foto: Mercedes)

Será que Hamilton, um dia, pode ir para a Indy – ou, ao menos, se arriscar nas 500 Milhas, como fez Fernando Alonso neste ano? É válido lembrar que, em abril, quando Alonso se preparava para disputar a corrida, Hamilton elogiou a ideia do espanhol – e disse sonhar em disputar a MotoGP e uma prova da Nascar.

Por enquanto, porém, ele pensa no tetracampeonato da F1. Com os 25 pontos conquistados neste domingo, ele abriu 59 pontos para Vettel, tornando o título quase impossível de ser perdido.

HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube