Hamilton se esquiva de polêmica sobre troca de informações e diz: “Não tenho problemas com Bottas”

Lewis Hamilton declarou que não gosta de compartilhar dados de telemetria com seu companheiro de equipe. Justo no momento em que a Mercedes traz Valtteri Bottas para substituir Nico Rosberg. Mas o tricampeão do mundo veio a público para garantir que não há problemas, nem com a Mercedes e tampouco com o piloto finlandês

 

Na última semana, Lewis Hamilton concedeu uma entrevista em evento ao vivo de um dos patrocinadores da Mercedes, a operadora de logística UBS. E dentre tantos temas abordados, o britânico deixou claro que não tem o menor apreço em trocar informações coletadas na telemetria com seu companheiro de equipe. O tricampeão mundial de F1 considera tal compartilhamento uma injustiça. Dias depois, na manhã desta segunda-feira (20), Lewis veio a público por meio da sua conta no Twitter para esfriar qualquer polêmica sobre o assunto e garantir que não há o menor problema com a Mercedes ou mesmo com seu novo companheiro de equipe, Valtteri Bottas.

 
Antes, Hamilton explicou os motivos de não gostar de trocar informações com quem está ao seu lado na equipe. “Dou minhas voltas, faço meus deveres e o outro piloto pode ver tudo. Pedi para a minha equipe. Não quero ver a telemetria de meus companheiros. Acredito que não é justo que eu possa estudar seus dados”, disse.
 
“Por exemplo, quando pilotamos, escolhemos os pontos de freada, os pneus, todas essas coisas que ajudam a fazer uma curva mais rápida. E o outro piloto provavelmente pode fazer mais ou menos como você”, continuou.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Às vésperas dos testes de pré-temporada, Lewis Hamilton não quer saber de polêmica (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“No entanto, com esses dados, pode simplesmente te copiar. ‘Ah, ele freia cinco metros mais tarde aqui, vou então começar a frear cinco metros mais tarde também’. Isso é algo que não gosto, pois permite que estejamos mais próximos. É algo que me encantava no kart, pois era algo que não se podia fazer e só se brilhava o talento”, acrescentou o tricampeão.

“Acredito que deveria ser algo assim: ‘me contrataram, pois sou o melhor, estudei muito, ganhei em cada categoria em que estive, e não deixei de melhorar’. Eles deveriam sair e descobrir as coisas por si mesmos, sem ajuda. Quando entro em um carro novo vejo qual é o seu limite. E se não posso fazê-lo por mim mesmo, então não sou suficientemente bom e não mereço estar aqui. E existem alguns pilotos que não fazem”, encerrou o piloto.

 
Contudo, nesta manhã Hamilton procurou esclarecer o assunto, tudo com o objetivo de desviar de qualquer polêmica. Lewis garantiu que não se trata de nenhuma ‘indireta’ à Mercedes ou mesmo a Valtteri Bottas.
 
“Gostaria de esclarecer, não critiquei minha equipe, em absoluto. Minha questão sobre o compartilhamento de informações é somente minha impressão sobre o esporte em geral. Essa tem sido minha impressão desde o dia em que comecei a F1 e ainda é dez anos depois. Não tenho problema algum na minha equipe, nenhum problema com Bottas”, escreveu.
 
Hamilton e Bottas vão ficar lado a lado na próxima quinta-feira (23), quando a Mercedes vai apresentar ao mundo o novo W08, carro com o qual vai tentar manter o protagonismo na F1 na temporada 2017.

PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube