F1

Hamilton vê erro “inocente” em toque no Canadá e lamenta tempo perdido: “É como ir para a diretoria na escola”

Lewis Hamilton ficou de castigo após errar no segundo treino livre. O britânico bateu, consequência de um erro enquanto tentava buscar os limites do carro. Sem fazer simulação de corrida, o britânico diz depender dos dados de Valtteri Bottas

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Berlim
Lewis Hamilton cometeu um raro erro na sexta-feira (7) de treinos livres em Montreal, perdendo controle e quebrando a suspensão em um toque com o muro no TL2. Com carro fora de combate nos 60 minutos restantes de sessão, o britânico lamentou o que parecia ser um castigo pelo toque.
 
“A sessão da manhã correu tranquilamente. A pista estava muito suja desde o começo, mas todo mundo está no mesmo barco. Cometi um erro no TL2 e danifiquei o carro”, recordou Hamilton. “O pessoal tentou muito consertar, mas não havia tempo suficiente. Não me lembro da última vez que perdi uma sessão inteira. Certamente não é bom acompanhar um treino da garagem. É como ficar sentado na diretoria da escola, esperando para voltar pra aula”, comparou.
Lewis Hamilton teve um dia de altos e baixos em Montreal (Foto: Mercedes)
Para Hamilton, o toque com o muro em uma das chicanes de Montreal foi consequência simplesmente de tentar encontrar o limite do carro. Ao bater, o pentacampeão não conseguiu fazer simulação de corrida – o que agora significa depender dos dados coletados pelo companheiro Valtteri Bottas.
 
“Foi um erro inocente. Estava fazendo muitas voltas com os pneus médios e tentando muito encontrar meu limite. Óbvio, acabei indo um pouco além. Perdi controle na curva 9 e fiquei derrapando um tempão, torcendo para não bater. Mas acontece. Você precisa deixar isso para trás e se concentrar. Por sorte, o Valtteri [Bottas] teve uma grande sessão hoje e vamos analisar muita coisa a partir disso”, encerrou.
 
Incapaz de melhorar tempos de volta, Hamilton teve apenas o sexto melhor tempo do dia em Montreal. A liderança ficou, de forma inesperada, com a Ferrari de Charles Leclerc.
 
Hamilton chega ao Canadá defendendo a liderança do Mundial de Pilotos contra Bottas. O britânico venceu quatro dos primeiros seis GPs de 2019, enquanto o finlandês levou os outros dois.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todos os treinos livres, a classificação e o GP do Canadá de Fórmula 1 AO VIVO e em TEMPO REAL

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo 

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.