Hartley fala em “semana muito louca”, admite ter muito a aprender na F1, mas garante: “Cresci muito e estou pronto”

Do outro lado do Pacífico, em Fuji, Brendon Hartley festejou a inesperada chance de fazer sua estreia na F1 como piloto da Toro Rosso no GP dos EUA. Aos 27 anos, o neozelandês deixou claro que mesmo longe de um carro do Mundial desde 2012, quando fez um teste pela Mercedes, está preparado pelo desafio e prevê: “Vai ser uma semana de muito trabalho”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Ao menos até domingo (15), Brendon Hartley não quer perder de vista seu grande foco no fim de semana: a disputa das 6 Horas de Fuji, onde pode conquistar o bicampeonato do Mundial de Endurance pela Porsche. O neozelandês, ao lado de Earl Bamber, colocou a tripulação do 919 Hybrid #2 na pole-position da antepenúltima prova do WEC em 2017. Mas tão logo encerrar sua jornada no Japão, Hartley já vai se preparar para cruzar o Oceano Pacífico e encarar um novo e inesperado desafio: acelerar pela Toro Rosso no GP dos Estados Unidos. O piloto vai substituir Pierre Gasly, que terá de fazer o caminho contrário e brigar pelo título da Super Formula no circuito de Suzuka, no próximo fim de semana.

 
Hartley foi forjado no programa de desenvolvimento de pilotos da Red Bull, mas deixou o projeto, ainda que continue ligado à marca dos energéticos em sua trajetória no Endurance. Sua última experiência com um carro de F1 já data de mais de cinco anos, quando teve a chance de guiar um carro da Mercedes em 2012. Desde então, toda sua experiência se resume aos protótipos, com grande destaque para sua passagem pela Porsche, onde faturou o título mundial em 2015, venceu as 24 Horas de Le Mans neste ano e se encaminha para o bicampeonato.
A inesperada chance de estrear na F1 é encarada com entusiasmo por Brendon Hartley (Foto: Red Bull Content Pool)
“Foi uma semana muito louca. Tudo aconteceu muito rápido”, afirmou o neozelandês em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’. “No momento, estou buscando pensar somente neste fim de semana e, tão logo se encerre tudo aqui, aí toda minha atenção vai ser para esse grande e novo desafio da próxima semana”, comentou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Brendon garantiu que, apesar de todo o tempo fora de um F1, está pronto para o que vem pela frente. “Tenho muito que aprender em uma semana, mas estou preparado para isso, honestamente. Esse programa [de Endurance da Porsche] me ensinou muito, trabalhando com caras como Mark Webber, Timo Bernhard, Earl Bamber… é um grande projeto, onde estamos na vanguarda da tecnologia e desenvolvimento”, salientou.

 
“Cresci muito como piloto. Vai ser uma semana de muito trabalho, mas estou ansioso por isso”, complementou. “É uma oportunidade incrível, é um sonho que se torna realidade. Venho pensando neste momento desde menino. Estou ansioso para que chegue logo, vou abraçar essa chance e, sobretudo, vou tentar aproveitar ao máximo”, complementou Hartley.
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube