Hill vê Hamilton como ‘mau perdedor’ e pede mudança de comportamento: “Não responde bem mesmo se termina em 2º”

Último campeão inglês da F1 antes de Lewis Hamilton e hoje comentarista de TV da BBC, Damon Hill pediu uma mudança de comportamento do atual campeão e líder da temporada. Segundo ele, Lewis responde de forma errada quando não vence

O campeão mundial e atualmente comentarista de televisão Damon Hill destacou o mau comportamento de Lewis Hamilton quando o atual campeão e líder da temporada 2015 não consegue terminar uma corrida como o vencedor. 
 
Para Hill, último inglês a vencer o Mundial de F1 – em 1996 – antes de Hamilton em 2008, nem quando termina na segunda colocação o compatriota mostra algum tipo de satisfação, algo que até Michael Schumacher conseguia fazer.
 
"Lewis não responde bem inclusive se termina em segundo. Acredito que deva mudar esse comportamento. Até Schumacher encontrou uma forma de terminar em segundo e mesmo assim mostrar esse resultado como uma forma de vitória", disse.
Damon Hill (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Outra pontuação do comentarista da rede de TV BBC foi sobre a vida de estrela do rock que o piloto vive. Segundo Hill, para um rendimento 100% capaz, Lewis deveria deixar algumas dessas coisas para outro momento da vida.
 
"Me preocupa o seu estilo de vida. Ele está em lutas de boxe, eventos de moda e shows de música, mas temo que deva sacrificar alguma coisa desta vida extrovertida. Não dá para ter tudo", encerrou o filho de Graham Hill.
 
Apesar do que Hill possa achar, Lewis lidera o Mundial de F1 por dez pontos de vantagem. São 169 tentos contra 159 do companheiro Nico Rosberg.
 
A F1 volta neste final de semana, precisamente na Inglaterra de Hamilton. O GRANDE PRÊMIO acompanha todos os treinos e a corrida AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube