Hockenheim deixa esporte em segundo plano e considera virar centro de negócios

Aos olhos de Hockenheim, o automobilismo virou uma área estagnada. Dessa forma, talvez seja a hora de focar em outros negócios. Representantes do autódromo e da prefeitura concordam que é hora de buscar novo rumo após perder a F1

Depois de sair – novamente – do calendário da Fórmula 1, chegou o momento de Hockenheim ir para o divã e repensar o futuro. A administração do autódromo, insatisfeita com os rumos do automobilismo, considera deixar corridas em segundo plano e focar na realização de eventos de outras áreas no futuro.
 
A análise parte tanto da administração do autódromo quanto da prefeitura da cidade de Hockenheim, no estado alemão de Baden-Württemberg. O prefeito Marcus Zeitler acredita que mudanças são necessárias para o autódromo seguir contribuindo positivamente para a região.
 
"Para o futuro, Hockenheim precisa se transformar em um espaço moderno para negócios", disse Zeitler, falando ao Rhein-Neckar-Zeitung. "Aqui poderemos provar que visões e inovações diferentes se encaixam bem se colaborarmos uns com os outros. O Hockenheimring é um fator importante para a região do Reno-Neckar, assim como para o país. Entretanto, olhamos com bons olhos a intenção de construir um centro de tecnologias para o futuro aqui", destacou.
Hockenheim planeja o futuro sem contar com a F1 ou mesmo com o esporte (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

A única categoria de grande porte a visitar Hockenheim em 2020 é o DTM – e em porção reduzida, já que o total de duas rodadas duplas caiu para uma nesta temporada. Passada a saída do GP da Alemanha do calendário da F1, não há negociações vigentes com o Liberty Media a respeito de um retorno no curto prazo. É uma situação difícil, mas não irreversível.

 
"Não estamos fechando as portas para possibilidades no futuro. É uma questão somente de condições financeiras", disse Thomas Reister, chefe do grupo Emodrom, que gerencia eventos em Hockenheim.
 
"Pensando nos fãs, eu desejo isso [F1 em Hockenheim]. Também porque a nossa corrida do verão passado foi votada como uma das melhores corridas da última década", completou Jorn Teske, diretor-executivo de Hockenheim. "Todos sabem que o automobilismo é um terreno estagnado, mas certamente ainda teremos um carro que outro passando pela pista", encerrou.
 
Hockenheim é um dos circuitos mais tradicionais da história da F1, recebendo GPs da Alemanha desde 1970. A corrida de 2019, vencida por Max Verstappen, foi considerada uma das mais empolgantes dos últimos tempos.

 

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar