Honda planeja última atualização de motor para GP da Malásia e prevê punição para Alonso e Button

Yusuke Hasegawa, chefe da Honda para a F1, brincou ao dizer que os fãs da Honda não permitiriam uma punição em casa, no GP do Japão. Assim, a montadora planeja levar à pista sua última versão do motor em 2016 uma semana antes, no fim de semana do GP da Malásia

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Restando seis corridas para o fim da temporada 2016, a Honda planeja adotar uma última atualização do motor que empurra os carros da McLaren para o fim de semana do GP da Malásia, entre 30 de setembro e 2 de outubro. A atualização fatalmente vai implicar em uma punição — perda de dez posições no grid de largada — imposta a Fernando Alonso ou Jenson Button. A montadora japonesa ainda não definiu se os dois pilotos vão contar com a nova versão da unidade de potência no circuito de Sepang. A mudança vem na esteira de uma crítica de Alonso, que pediu melhorias no propulsor nipônico.
 
A Honda ainda tem três fichas de desenvolvimento para usar das 32 disponibilizadas para cada uma das montadoras nesta temporada. Yusuke Hasegawa, chefe da Honda para a F1, descartou a possibilidade de atualizar o motor a partir do GP do Japão para evitar uma punição aos pilotos da McLaren na corrida da casa da fábrica nipônica, em Suzuka, uma semana depois do GP da Malásia.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Yusuke Hasegawa disse que os fãs não o deixariam entrar em Suzuka se Alonso e Button fossem punidos (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“Introduzimos um novo motor em Spa e, naquele momento, faltavam nove corridas, de forma que precisamos introduzir mais um motor. Poderia ser na Malásia, no Japão ou nos Estados Unidos. Não queremos ter uma punição no Japão, de modo que faz sentido ser na Malásia”, declarou o engenheiro em entrevista à revista britânica ‘Autosport’. 
 
“Ainda não falamos com a equipe. Não acho que os fãs me permitiriam que tenhamos uma punição no Japão. Não me deixariam entrar no circuito”, brincou.
 
Hasegawa também disse que ainda não discutiu com a McLaren sobre as atualizações e quem vai fazer uso da última versão do motor pela primeira vez. “Não quero que os dois carros estejam atrás do ponto de vista da tática de corrida e também no que diz respeito ao Mundial de Construtores. Seria melhor que cada carro tenha uma estratégia.”
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A McLaren luta contra a Toro Rosso pelo sexto lugar do Mundial de Construtores. O time de Woking soma 53 pontos, contra 47 da escuderia italiana.

 
Questionado sobre a chance de gastar as últimas fichas de desenvolvimento no motor de combustão interna (ICE), Hasegawa indicou que há uma outra alternativa a trabalhar. “Podemos introduzir numa área diferente porque, uma vez que mudamos a combustão, vai nos custar muito tempo ajustá-la, e não queremos gastar muitos recursos neste ano”, finalizou.
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube