Honda “reza” por redução de danos no motor de Verstappen após acidente em Silverstone

Diretor-técnico da Honda na Fórmula 1, Masashi Yamamoto não escondeu a preocupação por conta dos danos que o motor de Max Verstappen pode ter sofrido no acidente do GP da Inglaterra

O duelo entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no GP da Inglaterra por uma nova perspectiva (Vídeo: F1)

A Honda não esconde a preocupação por conta do acidente de Max Verstappen, da Red Bull, no GP da Inglaterra. Masashi Yamamoto, diretor-técnico da montadora na categoria, afirmou que reza para que a unidade de potência não tenha sofrido grandes danos no choque.

Em entrevista ao site japonês Autosport-Web, Yamamoto afirmou que o motor já foi retirado do carro e a montadora analisa as partes que podem ser substituídas. Porém, a confirmação das trocas de peças ainda é pendente.

“Eu só espero que o motor esteja OK. Temos uma segunda unidade no carro agora e esperamos correr com o motor 1 ou 2 na Hungria, então estamos rezando para que o acidente não tenha danificado”, comentou Yamamoto.

A próxima etapa da Fórmula 1 é o GP da Hungria, no próximo dia 1, e a Honda espera não precisar introduzir a terceira especificação do motor de Verstappen, o que pode custar ao longo da temporada com perda de posições no grid como punição.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Honda espera não ter problemas com motor de Verstappen (Foto: Red Bull Pool Content/Getty Images)

“Eu não quero pensar que os danos de Silverstone foram terminais, mas se acontecer, vamos ter que correr com o primeiro carro ou pensar sobre um terceiro. Se isso acontecer, vamos empatar em 3 motores este ano, vai ser duro. É uma preocupação para o campeonato”, citou.

Masashi afirmou, ao contrário da Red Bull, que o acidente de Verstappen com Lewis Hamilton foi apenas um lance de corrida pela proximidade dos dois pilotos na pista.

“No geral, foi uma corrida muito cansativa. Estou feliz que Max não tenha sofrido lesões graves, mas só posso dizer que foi uma corrida muito decepcionante. No fim, acho que foi um incidente de corrida porque os dois estavam muito próximos, mas o outro piloto é um heptacampeão”, concluiu.

MERCEDES E HAMILTON VÃO MORRER ATIRANDO NA F1 2021, DIZ FLAVIO GOMES | GP às 10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar