Hülkenberg diz que “fazer lição de casa” é suficiente para que ande na frente de Ricciardo em 2019

Daniel Ricciardo será o companheiro de Nico Hülkenberg em 2019 na Renault. Mas mesmo que o australiano tenha vitórias na Red Bull, o alemão acredita que não precisa melhorar muito para que ande à frente do futuro companheiro quando tiverem o mesmo carro

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

Daniel Ricciardo tem vitórias e pódios no currículo na F1, algo que Nico Hülkenberg não possui. Mas, mesmo assim, o alemão não teme perder o 'status' de piloto principal da Renault quando eles formarem a dupla da equipe em 2019.

Em entrevista coletiva em Interlagos na última quinta-feira (8), acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, Hülkenberg mostrou confiança de que não precisa evoluir muito como piloto para que ande na frente do futuro companheiro.

"Claro que ano que vem preciso estar no meu melhor. Não acho que preciso melhorar, tenho que fazer a lição de casa e se eu for bem é o suficiente para bater meu companheiro", analisou.

Nico Hülkenberg (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Para o alemão, Ricciardo encontrará uma situação dura na equipe francesa, mas nem o estímulo que isso pode criar o faz pensar que andará atrás do australiano.

"Ele vir para cá é um desafio, ele é rápido, ele é bom em todos os aspectos e um vencedor de corrida. Então eu tenho que trabalhar no meu melhor nível, ter vontade e ser consistente."

Por fim, evitou opinar sobre a escolha de Ricciardo em sair da Red Bull: "Não importa o que eu penso, é a decisão dele."

"E ele tomou a decisão pesando o que ele viu, o que ele sente, como ele vê o futuro e o que ele quer fazer. Não posso falar por ele. Mas sei que a Renault é ambiciosa e está com fome de vitória", completou.

GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathalia De Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.
 

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube