Já vestido com uniforme da Haas, Grosjean diz que deixa Lotus para brigar por vitórias e títulos

Confirmado pela Haas, Romain Grosjean manifestou sua confiança no projeto da estreante equipe e avaliou que o time norte-americano não vai enfrentar problemas típicos de um time estreante. Franco-suíço afirmou que mudança foi motivada por desejo de brigar por vitórias e títulos

Na contagem regressiva para a estreia na F1, em 2016, a Haas anunciou nesta terça-feira (29) a contratação de Romain Grosjean. A chegada do franco-suíço ao time norte-americano já era esperada e foi oficializada durante um evento na sede da equipe em Kannapolis, na Carolina do Norte.
 
Ainda contratado da Lotus, Grosjean já vestiu o uniforme da Haas e mostrou sua confiança no projeto desenvolvido por Gene Haas nos Estados Unidos.
Grosjean na sede da equipe em Kannapolis (Foto: Reprodução)
“Pensar sobre o futuro e a carreira é importante. Conheci o projeto há alguns anos por meio da imprensa, depois tive a chance de conhecer o Gene e o que ele queria fazer. E vi que a abordagem deles pode ter bastante sucesso”, avaliou Romain. “Se vamos correr na F1, não é para ficar em último, é para fazer o melhor como piloto e terminar no pódio”, continuou.
 
 Na visão de Grosjean, a Haas, que tem uma longa experiência no automobilismo norte-americano, não vai enfrentar os típicos problemas das equipes novatas.
 
“Pelo o que vi agora, acredito que vamos conseguir andar logo de cara, sem enfrentar os problemas normais de uma equipe nova”, opinou. “Acho que dá para pensar em marcar pontos no começo do ano para essa nova equipe norte-americana”, comentou.
 
Ainda, o piloto reconheceu que o caminho fácil seria permanecer em Enstone, mas o objetivo de vencer corridas e campeonatos o fez mudar de rumo. Romain esclareceu, também, que sua decisão não esperou uma definição da Lotus na negociação com a Renault. 
 
“Não houve decisão A e B. Conversamos, eles me explicaram o projeto, acreditei nesta nova abordagem, que vai funcionar”, contou. “Conheço os caras de Enstone, seria fácil ficar lá. Por outro lado, quero vencer corridas e campeonatos, e este é um bom passo para isso”, defendeu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube