Kvyat diz viver fase de muitas decepções, se questiona e reconhece: “Não estou pilotando no meu normal”

Daniil Kvyat reconheceu que não vive seu melhor momento na F1. Neste sábado (30), em Hockenheim, o jovem piloto da Toro Rosso foi apenas o 19º e ainda questionou o próprio desempenho no circuito alemão

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Não está fácil a vida de Danill Kvyat em 2016. Após se envolver em incidentes com Sebastian Vettel e perder o posto de titular na Red Bull, o russo parece estar enfrentando a pior fase da carreira neste retorno à Toro Rosso.  Durante a classificação para o GP da Alemanha neste sábado (30), o jovem foi eliminado logo no Q1 com um tempo de 1min16s876 – o que rendeu, após a punição a Romain Grosjean, apenas a 18ª posição no grid, à frente de uma Manor e das duas Sauber. Enquanto isso, o companheiro de equipe, Carlos Sainz, avançou para o Q2 e conquistou o 13º posto.

 
Ainda na volta de retorno aos boxes, Kvyat questionou o desempenho em conversa com a equipe. Mais tarde, já no paddock, Daniil reconheceu que vem atravessando momentos de muitas decepções na vida.
Daniil Kvyat vive fase complicada na F1 (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
“Quando você diz isso, é uma grande decepção. Ultimamente, tem tido muitas decepções em minha vida”, disse o piloto. “Então temos que seguir lutando e esperando que algum dia chegue o momento.  Agora nós estamos muito longe. Não estou, agora, pilotando no meu normal”.  

 
O russo continuou ainda lembrando que as coisas pareciam melhores no começo do fim de semana. “Agora não vejo uma solução. Na sexta, nós acreditávamos que tínhamos um bom carro, mas tudo se foi. Eu não tinha mais confiança no carro”. 
 
Ainda durante os primeiros treinos, Kvyat ficou bem próximo de Sainz, só que aí, no TL3, já neste sábado, o russo foi apenas o 14º, quase dois décimos atrás do companheiro de Toro Rosso. Na visão de Daniil, a queda de rendimento é reflexo do desempenho do STR 11. “Acredito que precisamos buscar mais confiança no carro. Tenho que trabalhar nisso e logo vai chegar este momento”, explicou.
 
O fato é que, agora, Kvyat ocupa apenas a 14ª posição no Mundial de Pilotos, com 23 pontos – sete a menos que Sainz, o décimo na tabela. 
PADDOCK GP #39 DEBATE F1 E MOTOGP COM CONVIDADO ALEX BARROS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube