Norris vê McLaren em pelotão apertado, mas “mesmos quatro carros” seguem na frente

Apesar da segunda colocação no segundo treino livre desta sexta-feira (26), Lando Norris não crê que consiga bater Mercedes no Bahrein. Daniel Ricciardo deixou claro que ainda não se sente tão confortável com o novo carro

Räikkönen bate Alfa Romeo e destrói bico do carro no Bahrein (Vídeo: F1)

A McLaren renovou, nos treinos livres desta sexta-feira (26), no Bahrein, a boa impressão deixada nos testes coletivos de pré-temporada. Lando Norris chegou a pontear os dois treinos livres e, no fim das contas, terminou o TL2 na segunda colocação. Apesar disso, o inglês crê que o filme do sábado será o mesmo de 2020.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIESComo foram os treinos livres da Fórmula 1 2021 no Bahrein

Norris avaliou que a McLaren não está muito na frente das rivais próximas, apenas mostrou mais do que o carro pode oferecer. Assim, vê Red Bull e Mercedes reafirmando a ponta em Sakhir.

“Parecíamos rápidos hoje, mas é óbvio o que vai acontecer amanhã: serão os mesmos quatro carros na frente. Atrás, todos estão próximos. Mesmo que nós tenhamos ficado mais na frente hoje, creio que só mostramos um pouco mais [que as rivais]. Vamos entrar no sábado mais perto do nosso lugar normal”, afirmou.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Até onde a McLaren chega em 2021? (Foto: McLaren)

“Sinto-me bem no carro, em algumas áreas ele está ótimo e em outras nem tanto. Ainda temos que melhorar e, se melhorarmos amanhã, ficarei mais feliz”, seguiu.

Ainda sobre o carro, Norris disse que o MCL35M não está tão na sua mão quanto o carro do ano passado.

“Não tenho a confiança que eu gostaria, especialmente nas curvas de média e alta, curvas como a seis e a sete. Errei na minha primeira volta e tive que abortar, porque virei e estava perdendo a traseira. Minha confiança no carro ainda não está onde eu gostaria, não é como ano passado, mas há melhoras em outras partes comparadas ao ano passado. Não precisa necessariamente ser melhor, é somente que temos coisas a acertar”, finalizou.

Daniel Ricciardo ainda busca se entender com o MCL35M (Foto: McLaren)

“Ainda não está incrível”: Ricciardo admite que precisa de tempo para entender McLaren

Daniel Ricciardo não andou tão bem quanto Norris, mas longe de estar mal. O australiano, contudo, foi taxativo: como estreante, precisará de algum tempo e muito trabalho para se sentir totalmente confortável com o bólido laranja.

“Temos algumas coisas a aperfeiçoar, o carro ainda não está incrível. Não que tenha sido um grande dia, mas olhamos para um segundo e um sexto lugar, então não estou pessimista. Precisamos fazer algumas coisas que queremos, o ponto em que estamos ainda no começo é encorajador”, afirmou.

“Já fiz isso antes [de começar numa equipe], estive nessa há dois anos. Sempre queremos tudo de cara no primeiro fim de semana – e até pode ser que esteja lá. Mas é inevitável que as coisas vão melhorando progressivamente na temporada. Preciso fazer meu trabalho e ir evoluindo”, seguiu.

“Provavelmente preciso dar mais voltas e me livrar de velhos hábitos. Não vou pegar muito pesado com isso, creio que com tempo vai ficar tudo bem”, declarou.

Ao saber da expectativa de ventania firme no sábado perto da classificação, minimizou o impacto. “Preciso amarrar bem o capacete, senão vai sair voando! Mas é assim para todo mundo. Se o vento ficar muito forte, vai complicar para todos. Não é motivo de pânico”, encerrou.

O GP do Bahrein é o primeiro da temporada 2021 da Fórmula 1. O sábado tem mais um treino livre também de uma hora, às 9h, e a classificação às 12h. A corrida começa às 12h no domingo. Todos os horários são de Brasília, GMT -3. GRANDE PRÊMIO transmite todas as sessões em tempo real.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube