Lauda lamenta e diz que dono da Red Bull “perdeu interesse pela F1”: “Não é mais o líder que foi no passado”

Para Niki Lauda, que Dietrich Mateschitz, dono da Red Bull, perdeu completamente o interesse na F1. O tricampeão não duvida que o empresário decida retirar suas duas equipes do Mundial no fim deste ano por conta dos problemas com o fornecedor de motor

Niki Lauda sente que Dietrich Mateschitz, dono da Red Bull, perdeu completamente o interesse na F1 e que não vai ficar surpreso se o austríaco decidir retirar suas duas equipes do Mundial ao fim de 2015.
 
Atualmente, a Red Bull e a Toro Rosso estão sem fornecedor de motor para a próxima temporada, depois que ambas optaram por rescindir o contrato com a Renault. O acordo original acabava no fim de 2016, mas por conta dos inúmeros problemas de confiabilidade das unidades francesas desde o ano passado, os dois times da marca dos energéticos decidiram procurar novos fabricantes. 
 
A busca, entretanto, tem sido mais complicada do que o imaginado. A Red Bull foi atrás da Mercedes para ter os motores alemães, mas a montadora de Stuttgart rejeitou o negócio, deixando a Ferrari como única opção. Entende-se que a equipe italiana ofereceu um acordo para fornecer os motores deste ano para que a Red Bull. A esquadra austríaca, claro, afastou a proposta, devido à falta de paridade técnica e de competitividade.
Dietrich Mateschitz acompanha testes da Red Bull em Jerez de la Frontera (Foto: Getty Images)
Falando sobre todo o imbróglio, Lauda acha que Mateschitz já não se importa mais com a F1. "A minha sensação é de que Dietrich não está se esforçando para isso. Ele deixou Helmut [Marko, consultor da marca] e Christian [Horner, chefe do time] trabalhando nisso. Ele não é mais o líder que era no passado, quando fazia tudo sozinho", afirmou o tricampeão.
 
Questionado se o empresário perdeu mesmo o interesse na F1, Lauda disse: "Para mim, parece que sim. Eu o conheço há muito tempo e sempre foi ele quem mandou em tudo, mas agora sequer quis se envolver no negócio."
 
"É difícil falar algo agora, mas a forma como Dietrich está agindo no momento pode ser um sinal de que ele vai se retirar do esporte. Agora só tem uma única opção para resolver a questão dos motores, e é difícil", acrescentou.
 
Durante o fim de semana no Japão, o presidente não-executivo da Mercedes também afirmou que o negócio com a fabricante alemão não deu certo porque Mateschitz "nunca gostou da Mercedes".

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube