Leclerc e Ferrari lamentam acusação de trapaça feita por Verstappen: “Grande piada”

Não pegou bem na Ferrari a declaração de Max Verstappen de que os italianos perderam rendimento por "pararem de trapacear". Charles Leclerc e Mattia Biotto responderam ao holandês de forma dura


 

A Ferrari não gostou nada de ouvir de Max Verstappen que seu rendimento cai "quando para de trapacear". Charles Leclerc e Mattia Binotto foram ao ataque contra o holandês após o GP dos EUA.

Contextualizando: Verstappen afirmou que a escuderia italiana enfim teve que correr dentro das regras, e que por isso Leclerc foi apenas quarto em Austin, a 52s do próprio piloto da Red Bull, e o famoso desempenho em retas dos carros vermelhos foi tão abaixo do comum.

A declaração veio para apoiar a acusação da Red Bull de que o sistema de fluxo de combustível para o motor nos carros ferraristas estavam fora do regulamento. Na verdade, a equipe austríaca fez com que a FIA viesse à público deiar claro qual a regra, já que as rivais suspeitavam da Ferrari.

Mattia Binotto (Foto: Reprodução)
Paddockast #40
QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Para Binotto, chefe dos italianos, a acusação é mentirosa: "Li muito sobre isso neste final de semana, e depois da corrida, e acho as declarações decepcionantes."

"Ontem [sábado] estávamos muito perto da pole com Sebastian Vettel e ficou claro que Leclerc teve problemas pela manhã (troca de motor) e andou com motor mais velho. Esses comentários são completamente errados e não são bons para o esporte", subiu o tom Binotto.

Charles Leclerc

Leclerc seguiu o chefe, e de maneira ainda mais firme: "É uma grande piada."

"Ele não faz parte da nossa equipe e, portanto, não sabe o que estamos fazendo. Ele não sabe nada sobre isso", finalizou o monegasco.

Binotto foi visto discutindo com Christian Horner, chefe da Red Bull, após a coletiva de imprensa na qual abordou o assunto.

A F1 volta acelerar dentro de duas semanas com a etapa mais aguardada do ano. O GP do Brasil acontece entre os dias 15 e 17 de novembro em Interlagos, São Paulo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO, em TEMPO REAL e 'in loco' com grande equipe.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube