Leclerc mantém domínio da Ferrari e lidera TL3 na Bélgica. Hamilton bate

A Ferrari segue sendo a grande força do fim de semana em Spa-Francorchamps. Na manhã deste sábado (31), Charles Leclerc foi o mais rápido, seguido por Sebastian Vettel. Valtteri Bottas foi o melhor da Mercedes, 0s497 atrás do monegasco, enquanto Lewis Hamilton, sétimo na tabela de tempos, bateu e causou uma bandeira vermelha

Novo domínio da Ferrari e susto para Lewis Hamilton. Assim é possível resumir o que foi o terceiro treino livre do GP da Bélgica, realizado na manhã deste sábado (31) em Spa-Francorchamps. A escuderia italiana segue dando as cartas no circuito belga e completou a terceira dobradinha do fim de semana. Assim como foi no segundo treino livre, Charles Leclerc foi o mais rápido da sessão desta manhã ao marcar 1min44s206, 0s451 mais rápido em relação ao companheiro de equipe, Sebastian Vettel.

A Mercedes segue sem ser páreo para a Ferrari, ao menos por enquanto. Valtteri Bottas foi o mais rápido da equipe prateada, mas ficou 0s559 distante do tempo de Vettel e foi o terceiro. Hamilton, por sua vez, sofreu um revés em razão de um forte acidente no início da segunda metade do treino ao bater o W10 na barreira de proteção na curva Les Fagnes. Hamilton nada sofreu, mas a suspensão dianteira esquerda do carro ficou destruída.

Daniel Ricciardo apareceu bem com a Renault e fechou na quarta colocação, seguido pelo seu antigo companheiro de equipe, Max Verstappen, que colocou a Red Bull no top-5. De contrato renovado com a Racing Point até 2022, Sérgio Pérez foi novamente um dos bons nomes em Spa e foi o sexto. O mexicano corre com a especificação 2 do motor Mercedes depois de enfrentar a quebra da unidade de potência no fim do TL2 de sexta-feira. Só então veio Hamilton, na sétima posição.

Charles Leclerc brilhou novamente em Spa-Francorchamps (Foto: Ferrari)

O treino classificatório do GP da Bélgica acontece logo mais, às 10h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o terceiro treino livre do GP da Bélgica de F1

O sábado de F1 começou com 11 pilotos saindo dos boxes para a realização das primeiras voltas de instalação, mas ainda sem tempos registrados. O primeiro a abrir volta rápida foi Robert Kubica, que na última vez que correu em Spa-Francorchamps, ainda pela Renault, em 2010, foi ao pódio. Com a Williams, o polonês marcou 1min50s877.

Em seguida, porém, a Ferrari mandou seus pilotos para a pista, a começar por Charles Leclerc, o mais rápido da sexta-feira. E o monegasco registrou 1min44s789 no seu primeiro giro, feito com pneus macios. Só que Sebastian Vettel, em seguida, foi ligeiramente melhor que seu companheiro de equipe ao cravar 1min44s657.

A sessão se desenrolava de maneira morna em Spa. Chamou a atenção o momento em que Pierre Gasly, agora na Toro Rosso, perdeu o espelho retrovisor esquerdo durante uma volta rápida. O treino só esquentou um pouco depois que Max Verstappen partiu para marcar tempo. Na sequência, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas também foram à pista.

A dupla da Mercedes ficou atrás dos tempos dos pilotos da Ferrari, com Bottas em terceiro, 0s559 atrás de Leclerc, e Hamilton em quarto. De contrato renovado com a Racing Point até 2022, Sérgio Pérez, que vai acelerar com a especificação 2 do motor Mercedes depois da quebra ocorrida no TL2 na sexta-feira, aparecia em um bom quinto lugar, seguido por Kimi Räikkönen, da Alfa Romeo, e Lance Stroll, companheiro de equipe do mexicano na Racing Point. Pouco depois, Daniel Ricciardo quebrou a sequência ao colocar a Renault em sexto lugar. Verstappen era apenas o sétimo.

Até que, com 28 minutos para o fim do treino, a bandeira vermelha tremulou em Spa. Hamilton bateu forte na barreira de proteção na curva Les Fagnes, destruindo a suspensão dianteira esquerda do seu Mercedes. Raro erro do pentacampeão do mundo.

14 minutos depois, a sessão foi retomada para a fase derradeira do último treino livre do fim de semana. Com exceção de Hamilton, todos os outros 19 pilotos foram à pista para aproveitar o restinho de tempo antes da classificação. E foi neste período que Leclerc desbancou Vettel ao registrar 1min44s206 e assumir a liderança do TL3. A essa altura do treino, a diferença entre o carro mais rápido da Ferrari em relação a Bottas, o melhor da Mercedes, era de 1s010.

Os minutos finais reservaram outras surpresas. Gasly chegou a andar na quinta colocação antes de Pérez cravar outra ótima volta e subir para quarto, superando Hamilton. Só que o mexicano voltou ao P5 quando Verstappen conseguiu encaixar uma volta melhor e subiu para a quarta colocação, atrás das Ferrari de Leclerc e Vettel e da Mercedes de Bottas. No fim, o finlandês conseguiu melhorar seu tempo e reduziu o déficit para a Ferrari, de 1s010 para 0s497. E Ricciardo colocou a Renault em uma boa quarta colocação.

F1 2019, GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, treino livre 3:

1 C LECLERC Ferrari 1:44.206   9
2 S VETTEL Ferrari 1:44.657 +0.451 12
3 V BOTTAS Mercedes 1:44.703 +0.497 11
4 D RICCIARDO Renault 1:44.974 +0.768 10
5 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:45.312 +1.106 11
6 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:45.521 +1.315 12
7 L HAMILTON Mercedes 1:45.566 +1.360 4
8 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:45.659 +1.453 13
9 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:45.688 +1.482 13
10 P GASLY Toro Rosso Honda 1:45.752 +1.546 15
11 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:45.806 +1.600 15
12 N HÜLKENBERG Renault 1:45.855 +1.649 11
13 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:46.004 +1.798 15
14 C SAINZ JR McLaren Renault 1:46.017 +1.811 14
15 L NORRIS McLaren Renault 1:46.270 +2.064 13
16 L STROLL Racing Point Mercedes 1:46.379 +2.173 11
17 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:46.642 +2.436 13
18 G RUSSELL Williams Mercedes 1:47.858 +3.652 14
19 R KUBICA Williams Mercedes 1:48.350 +4.144 14
20 A ALBON Red Bull Honda 1:50.681 +6.475 14
    Tempo 107% 1:51.500 +7.294  
           
REC S VETTEL Ferrari 1:41.501 25/08/2019  
MV V BOTTAS Mercedes 1:46.286 26/08/2019  

Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube