Hamilton sobra, enfia 0s4 em Verstappen com pneus médios e lidera TL1 da F1 na Itália

Lewis Hamilton deu o tom e foi muito mais rápido que a concorrência no treino livre 1 do GP da Itália, despontando assim como franco favorito no fim de semana

Carlos Sainz bateu forte a Ferrari na inclinada curva 3 do circuito de Zandvoort no treino livre 3 (Vídeo: F1 TV)

Bastou um único treino livre para que Lewis Hamilton vestisse de fato a camiseta de favorito neste fim de semana do GP da Itália. Nesta sexta-feira (10), o heptacampeão sobrou na única sessão antes da classificação — que vai definir o grid de largada da corrida sprint, neste sábado. Lewis cravou 1min20s926 com a Mercedes e, com pneus médios, deixou o rival Max Verstappen para trás por 0s452 em Monza. Detalhe: o holandês, líder do campeonato com 3 pontos de vantagem para Hamilton, aferiu sua melhor volta com pneus macios. Valtteri Bottas foi o terceiro, também com os médios.

Do quarto ao sétimo, todos os pilotos fizeram seus respectivos melhores tempos com os pneus macios. Lance Stroll surpreendeu e colocou a Aston Martin em quarto lugar, à frente de Pierre Gasly, grande vencedor do GP da Itália do ano passado, com a AlphaTauri. Sebastian Vettel, companheiro de equipe de Stroll, foi o sexto, seguido por Carlos Sainz, com a Ferrari que corre em casa em Monza.

Fernando Alonso, com tempo exatamente 1s mais lento na comparação com Hamilton, foi o oitavo, enquanto Daniel Ricciardo colocou a McLaren em nono e Sergio Pérez, que chegou a liderar por bons minutos o treino, foi o décimo com o segundo carro da Red Bull.

LEWIS HAMILTON; TREINO LIVRE; GP DA ITÁLIA; MONZA;
Lewis Hamilton teve desempenho forte no treino livre 1 em Monza (Foto: Mercedes)

A Fórmula 1 volta a acelerar nesta sexta-feira com a classificação que vai definir o grid de largada da corrida sprint em Monza. A sessão está marcada para logo mais, às 13h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GP da Holanda reitera a tônica da Fórmula 1 em 2021: a Red Bull é a melhor equipe. Ouça a análise no Paddockast #120

Saiba como foi o treino livre 1 do GP da Itália de F1

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A primeira atividade do fim de semana de Fórmula 1 em Monza começou com a perspectiva de ser bastante intensa. Isso porque o treino livre 1 era a única oportunidade de pilotos e equipes avaliarem o acerto ideal antes da sessão classificatória de logo mais.

Logo nos primeiros minutos, Lewis Hamilton, de pneus médios, aferiu 1min23s634 e assumiu a liderança da sessão, à frente de Sergio Pérez, Valtteri Bottas, Max Verstappen e Esteban Ocon. Na sequência de voltas rápidas na pista italiana, ‘Checo’ chegou a assumir a dianteira, mostrando bom ritmo, mas Hamilton deu o troco em seguida com 1min22s262, tempo quase 1s mais rápido que o mexicano.

A sessão chegava apenas ao seu nono minuto quando Nikita Mazepin voltava a fechar um colega de trabalho. O russo trancou a passagem de Yuki Tsunoda, que entrava para a lista dos prejudicados pelo novato da Haas ao longo da temporada.

NIKITA MAZEPIN; YUKI TSUNODA; MONZA; TREINO LIVRE 1;
Nikita Mazepin fecha Yuki Tsunoda no começo do TL1 na Itália (Foto: Fórmula 1/Reprodução)

Lá na frente, Pérez havia melhorado um pouco mais seu tempo e ficou a 0s236 da marca de Hamilton. Max Verstappen era o terceiro, à frente de Sebastian Vettel e de Valtteri Bottas. Mas, dentre os cinco primeiros, o holandês era o único que acelerava com pneus duros.

George Russell, que com 17 minutos de treino estava em 17º na tabela de tempos, foi o piloto escolhido pela Fórmula 1 para acelerar com a câmera acoplada em seu capacete.

SERGIO PÉREZ; CHECO PÉREZ; GP DA ITÁLIA; MONZA; TREINO LIVRE 1;
Sergio Pérez foi bem neste treino livre 1 em Monza (Foto: Red Bull Content Pool/Getty Images)

Restavam 38 minutos para o fim do treino quando Verstappen voltou à pista, mas daquela vez com pneus médios. Pérez também regressou com um novo jogo de compostos ‘amarelos’. E o mexicano foi novamente bem e emplacou grande volta: 1min22s127, que lhe valeu a liderança provisória da sessão. Max também melhorou, mas seguiu em terceiro, com tempo 0s444 mais lento que o do colega de equipe.

Os primeiros pilotos a deixarem os boxes com pneus macios foram Mazepin e Mick Schumacher, da Haas. Ainda com os médios, Antonio Giovinazzi voltou a surpreender. Sétimo lugar no grid do GP da Holanda, o italiano subia para a quarta posição.

Charles Leclerc chegou a colocar a Ferrari em segundo lugar na sessão com apenas 0s049 de desvantagem para ‘Checo’ Pérez, mas o monegasco teve seu tempo deletado após exceder os limites de pista da Curva Alboreto, novo nome da Parabolica. Hamilton seguia em segundo, enquanto Pierre Gasly, grande vencedor do GP da Itália do ano passado, ocupava o terceiro lugar. Todos os pilotos continuavam a usar pneus médios, exceção feita à dupla da Haas.

A sessão teve um novo líder quando restavam 25 minutos para o fim. Daniel Ricciardo surpreendeu e colocou a McLaren na ponta ao registrar 1min22s003, 0s124 mais rápido que Pérez. Hamilton ocupava o terceiro lugar, seguido por Leclerc e Gasly, enquanto Verstappen aparecia apenas em sétimo.

GEORGE RUSSELL; HELMET CAM; CÂMERA; MONZA;
George Russell traz o olhar do piloto neste fim de semana em Monza (Foto: Fórmula 1/Twitter)

Em ordem incomum na tabela de tempos, Gasly tomou a segunda posição de Pérez ao registrar tempo 0s025 mais lento que o de Ricciardo: 1min22s028. Pérez ainda manteve o terceiro lugar, com Hamilton em quarto e Leclerc em quinto. Foi aí que mais equipes começaram a usar os pneus macios, a começar por ‘Checo’ e Verstappen na Red Bull.

A primeira volta de Pérez com os macios não foi boa: o mexicano sequer conseguiu ficar perto da marca de Ricciardo. Bottas, com os médios, virou 1min21s451, mas foi superado por Verstappen, que cravou 1min21s378 para tomar a ponta provisória.

Só que a Mercedes (leia-se Hamilton) estava sobrando. O heptacampeão virou 1min20s926, deixou o tempo de Verstappen para trás por 0s452 e, com os médios, retomou a liderança do treino. Bottas fechava o top-3.

Já quando o treino entrou nos dez minutos finais, Fernando Alonso pulou das últimas posições para o quarto lugar com pneus médios novos com tempo exatamente 1s mais lento que Hamilton. Entretanto, o bicampeão do mundo foi batido logo em seguida por Lance Stroll, Gasly e Vettel, que estavam na pista com os compostos macios.

Ainda restavam poucos minutos para o desfecho da sessão. O suficiente para Lando Norris, em fantástica temporada, desbancar Verstappen e marcar o segundo tempo do TL. Mas o tempo do britânico foi deletado pela direção de prova depois que Lando excedeu os limites de pista. Verstappen arriscou uma nova volta rápida com pneus macios, mas o tráfego foi intenso demais no desfecho da sessão. Mas Hamilton confirmou a condição de melhor do único treino livre antes da classificação de logo mais em Monza.

Fórmula 1 2021, GP da Itália, Monza, treino livre 1:

1L HAMILTONMercedes1:20.926 28
2M VERSTAPPENRed Bull Honda1:21.378+0.45222
3V BOTTASMercedes1:21.451+0.52529
4L STROLLAston Martin Mercedes1:21.676+0.75023
5P GASLYAlphaTauri Honda1:21.719+0.79328
6S VETTELAston Martin Mercedes1:21.824+0.89826
7C SAINZFerrari1:21.914+0.98826
8F ALONSOAlpine Renault1:21.926+1.00024
9D RICCIARDOMcLaren Mercedes1:22.003+1.07727
10S PÉREZRed Bull Honda1:22.039+1.11323
11C LECLERCFerrari1:22.102+1.17625
12L NORRISMcLaren Mercedes1:22.103+1.17727
13A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari1:22.270+1.34426
14Y TSUNODAAlphaTauri Honda1:22.530+1.60431
15E OCONAlpine Renault1:22.534+1.60827
16R KUBICAAlfa Romeo Ferrari1:23.009+2.08328
17G RUSSELLWilliams Mercedes1:23.092+2.16631
18N LATIFIWilliams Mercedes1:23.442+2.51630
19N MAZEPINHaas Ferrari1:23.445+2.51923
20M SCHUMACHERHaas Ferrari1:23.551+2.62523
  Tempo 107%1:26.591+5.665 
É GUERRA! BRIGA ENTRE SCHUMACHER E MAZEPIN TUMULTUA FUTURO DA HAAS NA F1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar