López garante que Lotus tem Plano B caso acordo com Renault dê errado, mas diz: “Isso sequer está em pauta”

Chefe da Lotus, Gerard López afirmou que o time de Enstone tem outras cartadas caso o acordo com a Renault mele, mas deixou claro que a prioridade é clara dos franceses

A grande demora na negociação com a Renault não desanimou a Lotus. Chefe do time, Gerard López explicou que o time de Enstone até possui outras opções para deixar a complicada crise financeira, mas que atualmente só pensa em fazer negócio com os franceses.
 
López admitiu que até existe opção caso a Renault não compre o time, mas que isso não é discutido há tempos.
 
"Não tem nenhum Plano B neste momento em discussão. Até temos um Plano B arquitetado da época em que tudo estava incerto, mas isto certamente não está em pauta no momento por aqui. Acho que não falamos disso tem mais de mês", disse.
 
Mesmo assim, o chefe do time assegurou que, de certa forma, a Lotus ainda poderia seguir com as próprias pernas.
 
"Nós ainda temos motor. O contrato com a Mercedes não acabou. O time ainda pode existir, sim, sem a Renault", seguiu.
Gerard López afirmou que a Lotus não pensa em Plano B (Foto: Alastair Stanley/Lotus)
López reconheceu que, apesar da demora, a Lotus ainda confia na venda para a Renault como principal chance de sobrevivência.
 
"Estamos tentando ser cautelosos, tentando proteger o time e os empregados, mas entendemos as críticas. Se por algum motivo a compra do time não acontecer, algo que duvido, teremos de mudar totalmente nossos planos e ambições", declarou.
 
O chefão garantiu que a Lotus não mexeu no orçamento da FOM para 2016 e que a equipe espera se safar caso não exista acordo com Renault.
 
"A grande realidade é que ainda não encostamos em um centavo do dinheiro da FOM para 2016. Então, é aquilo: se não vier o que esperamos, o orçamento segue aí. Estamos mantendo o time todo por interesses de outros, mas, se formos totalmente independentes, precisaremos de cortes", completou.
 
A Lotus fechou a temporada 2015 em uma não mais que mediana sexta colocação no Mundial de Construtores. Totalmente dependente de Romain Grosjean, os de Enstone marcaram 78 pontos

 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Pior temporada em anos tem desfecho merecido e leva a pedido: F1, mude jáhttp://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/opiniao-gp-pior-temporada-em-anos-tem-desfecho-a-altura-e-leva-a-pedido-claro-f1-mude-ja

Posted by on 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;

google_ad_slot = “8352893793”;

google_ad_width = 300;

google_ad_height = 250;


function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;

document.MAX_ct0 = '';

var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');

var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);

document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube