Madri tem acordo para substituir Barcelona e virar casa da F1 na Espanha em 2026

De acordo com informações do diário El Mundo, Madri fechou um acordo com a F1 para receber o GP da Espanha a partir de 2026 no lugar de Barcelona. Traçado urbano terá estruturas móveis e permanentes nas imediações do Centro de Convenções IFEMA

A tradicional pista de Barcelona, que recebe o GP da Espanha todos os anos e já foi palco da pré-temporada da Fórmula 1, está com seus dias contados na categoria. De acordo com o diário espanhol El Mundo, a etapa do país vai passar a ser realizada na capital Madri a partir da temporada de 2026. O anúncio sofreu alguns atrasos devido a “questões técnicas”, mas está previsto para ocorrer nas próximas semanas.

Mais de 40 anos depois de receber uma etapa da F1 pela última vez, em Jarama, a capital espanhola se prepara para realizar a corrida nas ruas situadas ao redor do Centro de Convenções IFEMA [Instituição de Feiras de Madri] e de Valdebebas, um empreendimento urbano situado nas proximidades do Aeroporto de Barajas — e que hospeda também o centro de treinamento do Real Madrid.

A empreitada foi capitaneada por José Vicente de los Mozos, presidente do Comitê Executivo do IFEMA, em conjunto com a Presidente da Comunidade de Madri, Isabel Díaz Ayuso, e o prefeito da cidade, José Luis Martínez-Almeida. A expectativa é de que todo o investimento na corrida seja feito com capital privado, ou seja, sem uso de dinheiro público.

Os detalhes exatos da corrida serão conhecidos apenas em 2024, ainda de acordo com o veículo, que garante que o contrato será assinado por dez anos. Com um orçamento que gira em torno de € 100 milhões (R$ 536,4 milhões na cotação atual), a pista de 5 km terá sua reta principal na rua do IFEMA e vai seguir a estrada M-11, paralelamente ao centro de treinamento do Real Madrid.

Prefeito de Madri é um entusiasta da ideia de mover o GP da Espanha para a capital (Foto: Europa Press / Divulgação)

Então, atravessará o terreno onde acontece anualmente o festival de música ‘Mad Cool’, até retornar aos pavilhões do IFEMA para completar o traçado. Usando o GP de Miami como exemplo, o IFEMA pretende inserir o estilo de vida da capital em diversas atividades extra-pista, como música e gastronomia, para aprofundar a identidade da cidade junto aos fãs que estarão presentes.

Alguns dos principais atrativos da pista madrilenha são as largas avenidas de Valdebebas, com diversas conexões a vias expressas, além da pequena distância em relação ao principal aeroporto da cidade, em Barajas. Por fim, o veículo garante que a F1 “não considera viável” realizar duas corridas na Espanha em uma mesma temporada.

Com a temporada encerrada, a Fórmula 1 retorna apenas no ano que vem, no dia 2 de março, com a estreia do campeonato no GP do Bahrein.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.